Contrariando expectativas, Tiago é eliminado de 'A Fazenda' pelo bem do entretenimento

·2 min de leitura
Sertanejo defendia o
Sertanejo defendia o "direito de ser planta" (Foto: Reprodução/RecordTV)

Tiago Piquilo foi eliminado de "A Fazenda 13" nesta quinta-feira (11) com apenas 26,87% dos votos em uma roça contra Sthefane Matos (40,6%) e Dayane Mello (33,07%). O resultado foi uma surpresa para o público, que acreditava que o peão seria o mais votado para ficar. 

Mesmo entregando pouco entretenimento, o discurso pacífico de Tiago o ajudou a conquistar uma forte torcida no sofá (parte do público que costuma consumir o reality apenas pela TV aberta). Vale lembrar que ele conseguiu eliminar Erika, uma das participantes com enredo mais forte, com 36,07% dos votos.

Leia também

O que parece, desta vez, é que a certeza de que ele ficaria foi tão grande, que seus fãs não se mobilizaram o suficiente. Dayane tem um fã-clube grande e engajado, mas as recentes brigas com Rico e outros peões fizeram com que muita gente ajudasse Sthefane na votação apenas para sentir o gosto da eliminação da modelo. 

Nesta quinta (11), inclusive, o público achava que a roça estava entre Sthe e Day por causa da mobilização dos fãs nas redes sociais. Foi um choque quando Galisteu anunciou a saída de Tiago, que acabou esquecido na votação.

Eliminação de Tiago foi boa para o jogo

Olhando para os enredos atuais, a saída de Tiago Piquilo foi boa para o desenvolvimento do programa. Planta com orgulho, o sertanejo não estava disposto a brigar, tomar decisões nas formações de roça e entreter o público. 

No fim de outubro, por exemplo, Tiago teve uma atitude que repercutiu muito negativamente nas redes sociais. Após ganhar a prova de fogo, o cantor quis decidir quem ficaria com seu poder de forma democrática. Ele propôs uma votação e até sugeriu fazer a dinâmica do "resta um" para não ter que tomar uma decisão.

Na mesma semana, em um jogo da discórdia, ele "sabonetou" feio. A brincadeira contava com frutas (cereja, banana, limão e abacaxi) e os participantes precisavam escolher pessoas que representassem cada uma delas. Na ocasião, mesmo com a explicação na tela, o peão deu outro sentido a brincadeira. 

"Nunca vou ser obrigado a falar que o cara é fofoqueiro ou banana se eu não acho que ele é e foda-se. Se quiserem, podem me tirar daqui. Não vou dar [as frutas] de forma ruim, e sim de forma positiva", justificou, quase chorando.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos