Conheça estúdio de maquiagem que Juliette, do 'BBB21', fechou pela pandemia

Leonardo Ribeiro
·2 minuto de leitura

Vivendo como maquiadora antes do "Big Brother Brasil 21", Juliette, com três amigas, abriu um estúdio para atender as clientes em João Pessoa, na Paraíba, localizado próximo à orla, mas que foi fechado durante a pandemia.

— O locatário tinha reduzido nosso aluguel em 50% até os salões de beleza serem autorizados a voltar. Mas nós só fazíamos maquiagem para festas e eventos. E já prevíamos que festas não voltariam a acontecer em dois, três meses. Como de fato não ocorreu. Por isso, optamos por fechar o estabelecimento. Era bem localizado, com isso, o aluguel era caro — explica Thaíse Leitão, amiga e uma das sócias de Juliette.

No espaço, chamado de "Cabine beauty", a renda das amigas era bastante variável.

— Antes da pandemia, em mês muito parado, tirávamos R$ 1 mil ou R$ 2 mil. Em mês muito bom, com festas e formaturas, chegávamos a R$ 10 mil. A gente dividia os custos da sala e os lucros cada uma tinha o seu. Graças a Deus, temos um nome bom na cidade — diz a maquiadora.

Dentro do "BBB21", a também advogada dividiu com os colegas sobre como era preciso administrar o próprio dinheiro nesse ramo da beleza.

"Janeiro, fevereiro e março... Não tem quase nada. Por isso, eu pegava os R$ 10 mil de um mês bom, como dezembro, e ia diluindo nesses outros meses. Eu sempre tenho que ter dinheiro guardado. Porque se adoecer, ou se não tiver cliente, estou lascada", disse.

Com o estúdio de maquiagem fechado, as amigas levaram uma penteadeira e uma cadeira para o apartamento de Juliette e, por lá, se revezavam.

— A única coisa que estava funcionando eram as fotos em estúdio, ensaios de grávida. Porque bebê não espera, né? Quando as coisas começaram a melhorar, alugamos uma sala dentro de um salão de beleza, começamos a nos organizar por lá para voltarmos a ter uma sala depois. Aí a Juliette entrou no "BBB" (risos).