Confira séries e outros programas de TV para viajar sem sair da quarentena

LEONARDO SANCHEZ

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Enquanto as autoridades recomendam, no Brasil, que as pessoas comecem a passar mais tempo em casa e que saiam somente quando for estritamente necessário, a fim de conter a pandemia de coronavírus, muita gente se pergunta como ocupar o novo tempo livre.

Muitas delas estão de home office, é verdade, mas o que fazer com as horas normalmente gastas para se locomover até o escritório? E com as noites antes ocupadas por barzinhos?

Com o ócio recém-conquistado, muitos aproveitam para colocar séries em dia e explorar os catálogos dos streamings. E, frente às novas restrições de viagem impostas por autoridades, ao fechamento de fronteiras e ao cancelamento de rotas de voo, por que não para conhecer diferentes culturas sem abandonar o sofá da sala?

Vários serviços de filmes e séries sob demanda oferecem amplo cardápio de programas gravados mundo afora. É uma boa opção para quem teve que adiar as férias por causa da pandemia, e também para qualquer um que já tenha ficado entediado com a decoração blasé de casa e queira ver gente e lugares novos.

Confira aqui uma seleção de cinco programas de TV que exploram costumes e sabores estrangeiros e que, apesar de poderem ser acessados pela telinha, fazem o espectador viajar para além das paredes da sala de estar.

Queer Eye: Luz, Câmera, Japão! (Netflix)

Versão modernizada do reality show "Queer Eye for the Straight Guy", de 2003, "Queer Eye" provou ser um sucesso na Netflix. A premissa é simples: cinco homens gays encontram uma pessoa que está com problemas pessoais, precisando mudar de vida.

Cada um a ajuda em alguma área. Tan France com as roupas, Antoni Porowski com a alimentação, Bobby Berk com o lar, Jonathan Van Ness com os cabelo e a estética e Karamo Brown com a atitude.

Americana, a série costuma viajar entre diferentes cidades dos Estados Unidos. Mas, em 2019, o quinteto pegou um avião rumo ao Japão, onde se deparou com barreiras culturais que tornaram seus desafios mais complicados.

No derivado, enquanto ajudam os participantes a melhorarem a relação com eles mesmos, os apresentadores dão dicas sobre a cultura local, destacando os hábitos que distanciam os japoneses do Ocidente.

Sex and the City (HBO Go)

As marquises da Broadway se apagaram na semana passada após a proibição de eventos com grande concentração de pessoas. Mas uma Nova York bem diferente da atual é uma das estrelas de "Sex and the City", icônica série exibida entre 1998 e 2004.

Nela, quatro amigas exploram a cidade, fazendo pausas em bares no meio do caminho para beber cosmopolitans --drinque cor-de-rosa feito com vodca, que com frequência aparece na mão de Sarah Jessica Parker, uma das protagonistas da trama.

Disponível na HBO Go, a série apresenta ao telespectador Nova York em sua melhor forma, com todo o agito e glamour associados à cidade.

Street Food (Netflix)

A Ásia concentrou os primeiros casos de coronavírus, mas também concentra uma rica cultura gastronômica. A série, original da Netflix, passeia por diversas cidades do continente em busca das mais tradicionais, saborosas e exóticas receitas encontradas por lá.

Um dos episódios se passa em Taiwan, onde o espectador é apresentado a iguarias como omelete de ostra e ensopado de cabeça de peixe, facilmente encontradas em barraquinhas ou lojas de rua.

Ao acompanhar a rotina dos cozinheiros do lugar, a série dá ao espectador um descanso do trivial arroz e feijão.

O Mundo Segundo os Brasileiros (YouTube)

Originalmente exibido pela Band, o programa agora tem episódios completos disponíveis no YouTube. Cada capítulo mostra brasileiros que moram em outros países, acompanhando suas rotinas a fim de mergulhar na cultura local, mas também visitando restaurantes, lojas e pontos turísticos já bem conhecidos.

Entre os episódios disponíveis online estão os de Nápoles, Frankfurt, Manchester, Okinawa e La Paz.

Passione (Globoplay)

Os nostálgicos podem aproveitar o isolamento para rever a novela da Globo, originalmente exibida em 2010. Diversos episódios estão disponíveis na Globoplay.

Criada por Silvio de Abreu, a trama acompanha diferentes núcleos familiares no Brasil e na Itália. Várias cenas são ambientadas na Toscana, região importante para o suspeito romance que floresce entre o personagem de Tony Ramos e a misteriosa Clara, vivida por Mariana Ximenes.