Humor pós-covid e premiação branca: confira os principais momentos do Emmy 2021

·2 minuto de leitura
Lorne Michaels accepts the award for outstanding variety sketch series for
Emmys indicou diversas pessoas negras, mas apenas garantiu vencedores brancos. Foto: Phil McCarten/Invision for the Television Academy/AP Images

A cerimônia do Emmy 2021 está na leva de premiações que voltaram fisicamente no ano de 2021 no que os EUA consideram "pós-pandemia".

Mas vamos te contar, o evento já começou com polêmicas. O ator Seth Rogen abriu a premiação dando o que falar, jogando indireta para a organização do evento em relação ao coronavírus. 

"Vocês mentiram pra gente, disseram que era em um lugar aberto, o que todos nós estamos fazendo apertados nesse salão? Eu não teria vindo se soubesse", alertou.

Além da fala de Seth, um dos momentos que emocionou o público do Emmy foi a homenagem feita pela atriz Kerry Washington para Michael K. Williams, encontrado morto, aos 54 anos, pelo sobrinho no apartamento onde morava no dia 6 de deste mês. 

Leia também:

Ainda, o comediante Kim Jon aproveitou sua participação no evento para tirar sarro de quem não se vacinou contra covid-19 nos Estados Unidos ao apresentar o prêmio de Séries de Sketch. Ele tirou um recipiente de "ivermectina", remédio defendido por pessoas como o presidente brasileiro Jair Bolsonaro como eficazes contra a doença.

Já em relação aos vencedores da noite, a série The Crown, que conta os detalhes sobre a família real britânica, foi um dos grandes destaques da noite, levando para casa ao menos 4 prêmios. Junto dela, "Ted Lasso"e "Hacks" também foram queridinhos da noite.

Outro ponto que marcou a noite foram o número de indicações a pessoas negras - que spoiler alert: não levaram quase nenhum prêmio para casa. Foram ao menos 20 indicações entre as principais categorias, e poucos prêmios celebraram pessoas negras: entre eles o especial "governors award" de Debbie Allen e o merecidíssimo troféu de melhor escritora em série para Michaela Coel, com "I May Destroy You".

Michaela inclusive deu um dos discursos mais poderosos da noite, homenageando vítimas de assédio sexual: "Escreva a história que te assusta, que te faz se sentir inseguro, que não é confortável. Eu te desafio", disse ela.

E continuou: "Em um mundo que nos seduz a navegar pela vida de outras pessoas para nos ajudar a determinar melhor como nos sentimos sobre nós mesmos e, por sua vez, sentir a necessidade de estarmos constantemente visíveis - pois a visibilidade hoje em dia parece de alguma forma equivaler ao sucesso -não tenha medo de desaparecer dela, de nós, por um tempo e ver o que vem para você no silêncio", avisou. "Dedico essa história a sobreviventes de abuso sexual"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos