Condenado por assassinato, goleiro Bruno desiste de aposentadoria e assina com Atlético Carioca

·1 minuto de leitura

Condenado pelo assassinado da modelo Eliza Samudio, o goleiro Bruno Fernandes desistiu da aposentadoria que ele mesmo anunciou na última quinta-feira. Neste sábado, em um vídeo divulgado nas redes sociais, o goleiro anunciou que irá disputar a Série C do Estadual pelo Atlético Carioca. 

Em março, ele chegou a ser vinculado com o clube, mas desistiu de última hora. Nesta semana, tinha anunciado o fim da carreira como jogador, para começar na área dos investimentos. Mas, aparentemente, a decisão foi momentânea.  

Leia também:

— Futebol é coisa do passado, ficou no passado. Aposentei a luva. Parei. Deu para mim (...) Recomeço. Galera, meu novo trabalho daytrader — tinha comentado no vídeo.  

Em 2020, o goleiro jogou pelo Rio Branco Futebol Clube, do Acre, na série D do Campeonato Brasileiro, a Copa Verde e o Campeonato Acreano. O contrato de seis meses foi alvo de muitas críticas. Na época, o Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) chegou a pedir para que o jogador usasse tornozeleira eletrônica, inclusive nas partidas. 

Bruno está no regime semiaberto desde julho de 2019, após cumprir parte da pena de 22 anos e três meses de prisão, estipulada pela Justiça de Minas Gerais em 2013, pelo assassinado deEliza, mãe de seu filho, e foi morta em junho de 2010, quando o arqueiro ainda jogava pelo Flamengo. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos