Conar explica a não regulação do ‘BBB’ sobre consumo de álcool

Gusttavo Lima bebeu cerveja e destilados durante a live, que foi patrocinada por uma marca da Ambev. (reprodução/youtube gusttavo lima)

O consumo excessivo de álcool de Gusttavo Lima em sua última live continua rendendo bastante. O Conar, órgão acionou o cantor e a Ambev por quebrarem regras de propaganda de bebidas alcoólicas, se posicionou sobre o questionamento de vários fãs do cantor que os acusaram de perseguição.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

“O Conar atua exclusivamente, e em nome de anunciantes, agências e veículos de comunicação - por respeito aos consumidores - no exame do conteúdo de publicidade de todos os tipos, inclusive aquelas envolvendo influenciadores digitais”, diz a entidade em comunicado.

Leia também

Respondendo aos questionamentos de muitos fãs do cantor, que queiram saber o motivo o órgão não notificar o consumo de álcool no ‘Big Brother Brasil 20’. “O Conar não cuida do conteúdo artístico e/ou editorial que, constitucionalmente, está sob o domínio da liberdade de expressão. A atuação do Conar está restrita à análise de anúncios cujos responsáveis pactuaram em produzi-los e veiculá-los dentro dos limites da ética”, aponta.

Eles ainda explicam a diferença de propaganda e entretenimento. “Em programas, lives ou qualquer outro tipo da manifestação artística ou cultural de transmissão pública, apenas as peças publicitárias, gravadas ou ao vivo, são objeto da análise do Conar, que assegura a anunciantes, veículos e/ou influenciadores o direito amplo de contestar o que lhes é imputado, fruto de denúncia de consumidores, da própria monitoria do Conar ou de autoridades”, encerra.

A entidade ainda pontua que as possíveis sanções aplicadas estão de acordo com o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária e cabem a todos, não a uma peça em específico.