Como uma denúncia de assédio pôs fim à série Anos Incríveis nos anos 1990

Elenco de Anos Incríveis, série de sucesso da TV (Photo by Walt Disney Television via Getty Images Photo Archives/Walt Disney Television via Getty Images)

Anos Incríveis está prestes a ganhar uma nova versão, protagonizada por uma família negra. O que pouca gente sabe é que o seriado de sucesso, exibido no Brasil pela TV Cultura e pela TV Bandeirantes, foi cancelado em 1993 por causa de algo bem grave: uma denúncia de assédio sexual feita por uma figurinista contra Fred Savage, astro mirim que vivia o protagonista Kevin Arnold.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A história foi contada por Alley Mills, a mãe da família Arnold, em entrevista ao Yahoo! Entertainment, em 2018. “Quando filmamos o último episódio da série, ninguém sabia se Anos Incríveis seria renovada por causa de um processo de assédio sexual completamente ridículo contra Fred Savage — que é a pessoa menos ofensiva e mais incrível e doce que já pisou na Terra”, disse ela na ocasião.

Leia também

Alley Mills e Fred Savage em cena da série Anos Incríveis (Photo by Walt Disney Television via Getty Images Photo Archives/Walt Disney Television via Getty Images)

A figurinista Monique Long, então com 31 anos, acusava o adolescente de 16 anos de comportamento invasivo no set. Por e-mail, ela reforçou a denúncia 25 anos depois do caso: “Naquela época, alegações de assédio não eram populares, nem bem recebidas em Hollywood. Agora, após todos esses anos, a verdade sombria de Hollywood e a cultura desenfreada de assédio sexual na indústria veio à tona”, escreveu ao Yahoo.

Long também denunciou o ator Jason Harvey, o intérprete de Wayne, irmão de Kevin, pelo mesmo crime na época. Alley Mills ficou do lado dos dois companheiro de cena e disse na entrevista que Long acabou chegando a um acordo financeiro com os executivos da emissora responsável pelo programa. “Eles (os executivos da emissora ABC) queriam evitar escândalos, mas ficou parecendo que eram culpados. Sabe, você não paga alguém se não houve crime, só demite a menina”, disse a veterana atriz.

Fred Savage tem atualmente 44 anos. (Photo by Astrid Stawiarz/Getty Images)

Em 2018, mais de duas décadas depois, Savage, confirmado como produtor executivo da nova versão de Anos Incríveis, foi novamente acusado de agressão e assédio por outra figurinista, YoungJoo Hwang, durante as gravações da série de comédia The Grinder. Segundo ela, o ator lhe deu tapas no braço e tentava humilhá-la na frente de outras pessoas no set de filmagem.

Savage negou as acusações de Hwang ao TMZ. “Nenhuma das afirmações foi comprovada porque elas simplesmente não aconteceram. Enquanto nenhuma das acusações feitas contra mim são verdade, eu suporto de coração todas as pessoas que sentem que estão sendo maltratadas a falarem e conversarem com a divisão de recursos humanos e com aqueles que estão no comando", disse ele.

Ao que tudo indica, os advogados de Hwang e do ator entraram um acordo no ano passado, como relatou o próprio TMZ, atualizando o caso. De acordo com essa reportagem mais recente, Savage não é mais acusado na Justiça dos Estados Unidos por crimes de assédio. Sobre o caso de Long, no entanto, o ator até hoje não se pronunciou.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.