Como um esporte se torna olímpico?

São vários critérios aplicados para um esporte se tornar olímpico (Getty Images)

Não se sabe ao certo quantos esportes são praticados no mundo. E, com o tempo, foi preciso estabelecer critérios para selecionar quais deles fariam parte ou seriam excluídos do programa olímpico. O primeiro deles é contar com uma federação internacional e com um número mínimo de países que tenham federação nacional da modalidade: 75 em 4 continentes para os masculinos e 40 em 3 continentes para os femininos.

Já está seguindo o Yahoo Esportes no Instagram? Clique aqui!

Tradição e igualdade de gênero

Como é grande o número de esportes que preenche a estes requisitos, novos critérios precisaram ser adotados. São eles: história e tradição do esporte, universalidade e igualdade de gênero, popularidade e apelo da juventude, saúde dos atletas, desenvolvimento da federação internacional que o rege, atratividade para veículos de comunicação e público em geral, relação com o país-sede dos Jogos Olímpicos e complexidade dos custos de infra-estrutura e exploração.

Sendo assim, o programa olímpico passa por revisões, incluindo novas modalidades e excluindo outras, mas nunca no ano de realização dos Jogos. Esportes em caráter de demonstração também entravam no programa olímpico, e alguns, como o Taekwondo em Seul 1988 e Barcelona 1992 e o Vôlei de Praia também em 1992, mais tarde foram efetivados no programa olímpico. Também vale frisar que o fato de um esporte ser retirado do programa não necessariamente o faz perder o status de esporte olímpico.

Apenas cinco esportes estiveram presentes em todas as edições dos Jogos Olímpicos desde Atenas 1896: Atletismo, Ciclismo, Esgrima, Ginástica Artística e Natação.

Leia também:

Evolução do número de esportes em cada edição dos Jogos

Em Atenas 1896, primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna, foram apenas nove (ou dez, se separarmos o Ciclismo de Pista do de Estrada). O número foi aumentando com o tempo, até chegar a 28 nas edições de Sidney 2000 a Pequim 2008.

Em Londres 2012, Beisebol e Softbol foram retirados do programa olímpico, reduzindo o número de esportes a 26. Com a volta do Golfe e do Rugby (na versão Sevens) nos Jogos Rio 2016, o número voltou a 28.

Nos Jogos de Tóquio 2020, foram incluídos no programa olímpico o BMX Freestyle (dentro do Ciclismo), o Basquete 3x3 (dentro do Basquete), Beisebol, Softbol, Karatê, Escalada Esportiva, Surfe e Skate, totalizando 34 esportes. Oito deles contam com múltiplas disciplinas, como por exemplo os Esportes Aquáticos - Natação, Maratonas Aquáticas, Nado Sincronizado, Saltos Ornamentais e Pólo Aquático. Se cada um dos esportes “multidisciplinares” for desmembrado e considerado isoladamente, o número sobe para 50.

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter