Como será o verão do coronavírus?

Agência Einstein
·3 minuto de leitura
Summer vacation after Coronavirus pandemic crisis. Adorable toddler girl and her mum wearing protective masks on the sandy beach.
Como será o verão do coronavírus? Foto: Getty

Por Cristiane Bomfim, da Agência Einstein

Em um ano em que a principal recomendação foi “fique em casa”, o relaxamento das medidas de proteção contra a Covid-19 – com a retomada gradual dos serviços e a reabertura de alguns espaços públicos – está fazendo com que ao primeiro sinal de céu azul e temperaturas em elevação as praias sejam tomadas por multidões. Aglomeração, pessoas sem máscara e compartilhando copos e objetos têm sido rotina no litoral brasileiro, especialmente após o feriado de 7 de setembro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Embora o Ministério da Saúde tenha publicado em junho no Diário Oficial da União uma portaria (nº 1.565) com orientações para retomada das atividades e convívio social seguro, o documento não traz recomendações sobre os cuidados na praia e dá a prerrogativa a estados e municípios de definirem suas próprias regras. “O importante é lembrarmos que o novo coronavírus continua circulando e adoecendo as pessoas e que o cuidado deve ser mantido, independentemente do local em que se está”, explica o infectologista Moacyr Silva Junior, do Hospital Israelita Albert Einstein.

Leia também

Bom senso e respeito à saúde individual e coletiva são fundamentais. Por isso, o uso de máscara e o distanciamento físico são atitudes que devem ser mantidas nas areias e calçadões das praias. Para ajudar a população a se proteger contra a Covid-19 e reduzir a propagação do vírus, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), nos Estados Unidos, elaborou uma cartilha com as principais recomendações para os banhistas. O órgão é um dos mais respeitados no mundo em prevenção à doenças.

Confira as principais dicas:

  • Ambientes externos e abertos têm menos probabilidade de espalhar o vírus do que locais fechados. Mesmo assim, o risco existe e quanto maior a interação com pessoas que não são da sua família, maior a chance de contaminação.

  • Prefira fazer as viagens para praia em carros particulares apenas com pessoas da sua família, que não tenham sintomas e nem a confirmação da doença.

  • Não vá à praia e fique em isolamento se tiver qualquer sintoma de Covid-19 (dor de cabeça, febre, coriza, tosse, dor de garganta), se estiver aguardando resultado de exame ou resultado positivo para a doença.

  • O risco de contaminação é mais baixo quando visitantes da praia ficam a pelo menos 2 metros de distância dentro e fora da água de pessoas com quem não vivem.

  • Não compartilhe alimentos, bebidas, equipamentos (como guarda-sol, cadeiras de praia), brinquedos com pessoas com quem não convivem

  • Leve para a praia álcool gel, sabonete e água doce para lavagem das mãos sempre que possível ou após tocar superfícies tocadas com frequência por pessoas que não são do seu convívio, como cadeiras de praia. Lembre-se que desinfetantes para as mãos podem não ser tão eficazes se as mãos estiverem visivelmente sujas ou oleosas.

  • Conheça e respeite as políticas estaduais e municipais para controle da Covid-19 sobre prática esportiva na praia, distanciamento físico, competições e festas.

  • Lembre-se que, ao se proteger, você reduz as chances de propagação do novo coronavírus e protege outras pessoas.

“Não temos ainda como prever com certeza qual será o comportamento do vírus nas próximas semanas ou meses. Isso dependerá muito de como cada indivíduo está lidando com a situação. Apesar da redução de casos, as pessoas estão saindo para as ruas, mas não podem relaxar os cuidados”, diz o infectologista do Einstein.

(Fonte: Agência Einstein)

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube