Sem Armie Hammer: saiba como será a sequência de "Me Chame pelo Seu Nome"

Timothée Chalamet como Elio e Armie Hammer como Oliver no filme
Timothée Chalamet como Elio e Armie Hammer como Oliver no filme "Me Chame pelo Seu Nome". (Foto: Divulgação/Warner Bros.)

Desde que conquistou aclamação da crítica e do público com "Me Chame pelo Seu Nome", o diretor Luca Guadagnino já expressou diversas vezes o desejo de lançar uma sequência do romance vivido por Timothée Chalamet e Armie Hammer. Após um dos protagonistas ser acusado de canibalismo e abuso sexual, o projeto acabou ficando de lado por um tempo, mas o cineasta não desistiu completamente da continuação.

Guadagnino, que convidou Chalamet para estrelar seu novo filme "Bones and All", em que, por coincidência, retrata a história de uma jovem canibal, revelou ao "IndieWire" que vai trabalhar na sequência assim que a agenda de ambos permitir. No entanto, ele deve fugir completamente dos acontecimentos do segundo livro de André Aciman, que originou a história, e não deve contar com a presença de Hammer no elenco.

Segundo Luca, a ideia é que a "Me Chame pelo Seu Nome 2" deixe totalmente de lado a história de amor conturbada de Elio e Oliver retratada na continuação da obra, "Me Encontre", publicada em 2019. “Esse é um conceito norte-americano”, contou ao site durante o Festival de Cinema de Telluride. “Seria mais como as crônicas de Elio, as crônicas desse jovem se tornando um homem. É algo que eu quero fazer.”

O único problema é que a agenda do diretor italiano está cheia de projetos para os próximos anos. Além de "Bones and All", que será lançado em 23 de novembro, ele também comanda "Challengers", comédia dramática com Zendaya ("Euphoria") e Josh O'Connor ("The Crown"). Logo depois, ele vai dirigir um remake do clássico "Scarface" (1983).