Como funciona a riqueza da família real

·3 minuto de leitura

O Príncipe Charles é um dos membros mais ricos da família real. De acordo com a Forbes, seu patrimônio é estimado em £ 20 bilhões (cerca de R$ 140 bilhões).

Dessa quantia, £ 500 milhões (R$ 3,5 bilhões) pertencem a sua mãe, a Rainha Elizabeth, em bens pessoais, que também serão herdados pelo Príncipe de Gales quando ele se tornar rei.

Veja quanto a família real recebe (reprodução: Getty)
Veja quanto a família real recebe (reprodução: Getty)

De acordo com a publicação, a renda de Charles vem principalmente de sua propriedade no Ducado da Cornualha, que conta com uma quantidade significativa de terras e propriedades, e vale quase £ 1 bilhão (R$ 7 bilhões).

Apesar do nome, apenas 13% da propriedade está realmente na Cornualha, com o restante espalhado por 23 condados da Inglaterra e do País de Gales.

O site do Ducado da Cornualha sugere que grande parte de sua receita é usada para apoiar as funções públicas e o trabalho de caridade de Charles, sua esposa Camilla, a Duquesa da Cornualha, bem como de seu filho, o Príncipe William, e sua esposa, a Duquesa de Cambridge.

Leia também

O príncipe Charles, príncipe de Gales, é o segundo mais ganha na família. (Foto: Getty)
O príncipe Charles, príncipe de Gales, é o segundo mais ganha na família. (Foto: Getty)

O site do Ducado informa: "Desde 1337, as receitas do Ducado vem sendo repassadas para um filho e herdeiro mais velho sobrevivente ou, quando não havia nenhum, para o Soberano. Essas receitas podem ser gastas como o herdeiro ou o soberano considerarem adequado.

"No entanto, o atual Príncipe de Gales opta por usar uma proporção considerável de sua renda da propriedade do Ducado para custear seu trabalho público e de caridade, bem como as vidas públicas e privadas de sua família, a Duquesa da Cornualha, o Duque e a Duquesa de Cambridge, o Duque e a Duquesa de Sussex, e seus filhos."

Charles, 72, também recebe financiamento do Subsídio Soberano, que cobre as despesas de funcionamento da casa oficial da rainha, além de cobrir a manutenção dos Palácios Reais na Inglaterra.

Membro da família real que mais trabalha

Em se tratando de trabalhar pelo dinheiro, a Princesa Anne foi o membro da família real que mais trabalhou em 2020, participando de 148 compromissos oficiais, apesar do lockdown imposto pela pandemia de coronavírus.

A princesa real passou 145 dias desempenhando funções públicas, de acordo com a Court Circular, o registro oficial de compromissos reais.


A princesa Anne foi o membro da família real que mais trabalhou duro em 2020 (Foto: Getty)
A princesa Anne foi o membro da família real que mais trabalhou duro em 2020 (Foto: Getty)

Em segundo lugar estava seu irmão, o Príncipe Charles, e sua mãe, a rainha em terceiro.

Em 2019, no entanto, Anne foi ultrapassada pelo príncipe Charles, que participou de mais compromissos do que qualquer outro membro da família real naquele ano.

O príncipe de 72 anos esteve em um total de 521 compromissos em 2019, um número que leva em consideração obrigações no Reino Unido e no exterior, de acordo com o The Times.

Foi um ano cheio de viagens para Charles, que visitou a Nova Zelândia, a Alemanha, Cuba, Barbados, a Índia e o Caribe.

No total, a família real participou de 3.567 compromissos em 2019. Anne ficou em segundo lugar depois de seu irmão mais velho, comparecendo a 506 compromissos, 15 a menos que Charles em 2019.

O irmão mais novo, o Príncipe Edward, participou de 308 compromissos. A Rainha, de 295; o Príncipe William, de 220; a Duquesa de Cambridge, de 126, e a Duquesa de Sussex, de 83.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos