Comentário sobre corpo durante filmagem fez atriz abandonar Hollywood

Romola Garai em “Dirting Dancing Havana Nights” (Foto: Divulgação/Lions Gate Films)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Em 2004, a britânica Romola Garai, na época com 22 anos, estrelava seu primeiro grande filme: “Dirty Dancing: Noites de Havana”, continuação do clássico de 1987. Mas um comentário sobre seu corpo a fez desistir das produções de Hollywood.

Romola revelou para o jornal britânico “The Guardian” que durante as filmagens do longa, uma produtora a viu de lingerie e disse “isso não é bom o suficiente”. “Isso me prejudicou por anos. Não só mudou completamente como eu me sentia em relação ao meu corpo, mas me fez sentir que eu falhei por não ter revidado. Eu me senti cúmplice, autorizei fotos com photoshop e me senti terrível por fazer parte desta mentira.”

Desde então Romola tem se dedicado a produções independentes como “Feira de Vaidades” (2004), “Desejo e Reparação” (2007) e “As Sufragistas” (2015). “É uma indústria que faz com que a relação das mulheres com o reflexo que veem na tela as faça se sentir inadequadas”, disse, criticando Hollywood.