Comediante britânico rasga 10 mil libras por acordo de Beckham com o Catar para a Copa

LONDRES (Reuters) - Um comediante britânico rasgou 10.000 libras, cerca de 64 mil reais, neste domingo após dar um ultimato ao ex-capitão da seleção inglesa, David Beckham, para abandonar seu papel de embaixador do Cartar na Copa do Mundo.

Beckham, que foi meio-campista de Manchester United e Real Madrid, está trabalhando para o Catar, que tem sido alvo de críticas pelo tratamento dado a trabalhadores estrangeiros, direitos LGBTQ+ e leis sociais restritivas.

Joe Lycett disse na última semana que doaria o dinheiro à caridade se Beckham concordasse em cortar laços com o anfitrião da Copa do Mundo ou ele rasgaria o dinheiro antes do torneio começar.

Neste domingo, Lycett, usando uma roupa com as cores do arco-íris, publicou imagens dele colocando duas pilhas de notas de cinco libras em um triturador de madeira. Lycett havia dito antes que Beckham era um “ícone gay” que estava trabalhando para o Catar, que é “um dos piores lugares do mundo para se ser gay”.

Beckham não reconheceu publicamente ou respondeu ao ultimato do comediante.

A homossexualidade é ilegal no Catar e os organizadores da Copa do Mundo alertaram os visitantes contra exibições públicas de afeto, mas disseram que todos, independente de orientação sexual ou origem, são bem-vindos ao evento.

O país também nega acusações de abuso contra trabalhadores e propina para ganhar os direitos de sediar a Copa.

(Por Andrew MacAskill)