Começou! Público celebra "estreia" de "Travessia" após linchamento

Cena de Brisa linchada em
Cena de Brisa linchada em "Travessia" emociona internautas, que relembram o caso real de Fabiane Maria de Jesus, dona de casa espancada até a morte em 2014 por conta de uma fake news (Foto: Reprodução/Globo)

O capítulo de "Travessia" desta segunda-feira (17) foi visto como uma estreia. Mesmo após uma semana no ar, a novela ainda não tinha investido na trama principal. Lucy Alves, protagonista do folhetim, ocupava o lugar de uma coadjuvante. Com o linchamento, ponto de partida da história, a obra ganhou um novo tom. A interpretação da artista foi elogiada e o público pareceu mais interessado pela trama.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A estreia oficial, na semana anterior, foi quase uma introdução para a chegada da personagem de Jade Picon, que não tem experiência na dramaturgia e apresenta um trabalho fraco comparado ao de atores veteranos. O capítulo mostrou a relação de Débora (Grazi Massafera) e Guerra (Humberto Martins), o envolvimento da mulher com o amante, o nascimento de Chiara (Jade Picon) e a morte da loira em um acidente de carro.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A trama principal

Esquecida na primeira semana, mas recuperada a partir desta segunda (17), a trama principal de "Travessia" envolve o fato de Brisa (Lucy Alves) ter sido linchada em praça pública após ser confundida com uma criminosa por causa de uma fake news.

Gloria Perez se inspirou no caso de Fabiane Maria de Jesus, que foi espancada graças a um retrato falado indicando que uma mulher parecida com ela estaria sequestrando crianças no Guarujá, região litorânea de São Paulo. Impactados com a cena, internautas se emocionaram ao relembrar a história.

Gloria Perez é a autora de
Gloria Perez é a autora de "Travessia" (Foto: Roberto Filho / Brazil News)

Autora da novela, Gloria Perez comentou o caso de Fabiane e o que a levou a adaptar a história em "Travessia": "Foi algo terrível o que aconteceu com ela. Ela foi linchada no Guarujá por causa de uma notícia falsa. Não era nem uma deepfake ainda, era só um retrato falado. Era uma mulher com dois filhos, e morreu sem nem entender o que aconteceu. Esse fato me impressionou muito, porque hoje, com a força das redes, você divulga de uma forma muito mais precisa uma intriga dessas", afirmou no "Mais Você".

O destino da personagem

Brisa é linchada ao chegar em São Luís (Foto: Reprodução/Globo)
Brisa é linchada ao chegar em São Luís (Foto: Reprodução/Globo)

Para Lucy Alves, a tragédia muda a trajetória de Brisa, que sai do interior para conhecer novos mundos. "Estou curiosa para saber o que vai acontecer com Brisa. A Gloria gosta de trazer isso, sempre coloca a mocinha dela nessas situações. De fazer essa heroína passar por provações com deslocamento geográfico, se inserir em um novo meio, interagir com novas pessoas, apresentar uma nova cultura".

Sobre o termo deepfake, Lucy Alves explicou que não sabia do que se tratava antes de gravar a novela. "O deepfake usa a inteligência artificial para mudar o nosso rosto, para pegar expressões faciais e de voz. É uma coisa bizarra e pode mudar a vida completa de uma pessoa e até levar à morte. Com a Brisa, usam isso como brincadeira e viram a vida dela de ponta-cabeça", avalia.