Com queda no PIB, Brasil deixa ranking das 10 maiores economias do mundo

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Paulo Guedes, Jair Bolsonaro e Luciano Hang. (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)
Paulo Guedes, Jair Bolsonaro e Luciano Hang. (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

O Brasil está fora do ranking das 10 maiores economias do mundo, segundo uma lista da agência de classificação de risco Austin Rating. As informações são do portal G1.

Leia também:

O país deixa a lista depois do anúncio do resultado do PIB de 2020, que apresentou queda brusca de 4,1%, mais forte do que havia previsto o Ministério da Economia.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Agora o Brasil passa a ocupar a 12ª colocação, tendo sido superado por Canadá, Coreia e Rússia.

No ano passado, o país ocupava a 9ª posição.

“Recuperação em W” e os impactos da pandemia do coronavírus

Técnicos do Ministério da Economia do governo Jair Bolsonaro já admitem que aquela ideia de “recuperação em V” da atividade econômica brasileira após o primeiro baque da pandemia do coronavírus já ficou para trás, por conta da piora no quadro sanitário do país, causada pela incapacidade do governo de conter o espalhamento do vírus.

As informações são da colunista Carla Araújo, do portal de notícias UOL.

A expressão “recuperação em V” se refere a uma forte e rápida retomada vinda após queda brusca.

Agora, os técnicos já trabalham com uma ideia de “recuperação em W”, provavelmente a última letra do alfabeto que poderá ser usada para descrever a situação de piora no cenário econômico.

Nesta quarta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o PIB brasileiro caiu 4,1% em 2020, o maior recuo desde que a série histórica começou, em 1996. Em termos percentuais, foi a pior queda desde 1990, quando o PIB afundou 4,35%.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube