Com país em crise, Marieta Severo diz que novela foi escape político: "Brasil horroroso"

·1 min de leitura
Marieta Severo em
Marieta Severo em "Um Lugar ao Sol" (Divulgação Globo)

Marieta Severo, que interpreta a vó Noca em "Um Lugar ao Sol", afirmou que a novela foi um respiro de alegria em meio a um cenário político caótico. A veterana afirmou que a personagem a ajudou a enfrentar momentos difíceis de incerteza econômica e da pandemia da Covid-19.

"O papel caiu para mim num momento perfeito. Nesse momento de pandemia, desse Brasil horroroso e pesado. E dentro disso tudo, ter podido trabalhar e fazer um personagem como a vó Noca foi muito especial. Ela é uma pessoa muito solar", explicou a atriz em entrevista ao site oficial da novela.

Marieta afirmou que se assustou ao se ver na telona com um visual radicalmente diferente. "Esse cabelo branco é uma novidade, ainda levo um susto quando me olho".

Primeira novela pós-pico da pandemia

Quem gosta de novela estava na expectativa para a estreia de "Um Lugar ao Sol", primeiro folhetim inédito na faixa das nove desde o início da pandemia. A trama conta a história de dois irmãos gêmeos, interpretados por Cauã Reymond, que foram separados com 1 ano de idade por falta de condições financeiras. Um deles, Renato, é adotado por uma família rica do Rio de Janeiro. Christian, por sua vez, é levado para um abrigo, onde fica até os 18 anos.

No primeiro episódio, Renato descobriu que é adotado e se revoltou com a mãe. Christian encontrou o pai biológico, soube da verdade e viajou para o Rio de Janeiro a fim de encontrar o irmão. Apesar da falha de Cauã, de 41 anos, ter interpretado seus personagens mais novos e não ter convencido, a estreia teve muitos pontos positivos a serem exaltados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos