Com filho fora de testamento, Kirk Douglas deixa quase toda herança para caridade

Michael e Kirk Douglas em 2018 (Foto: Valerie Macon/AFP via Getty Images)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator Kirk Douglas, que morreu no último dia 5 de fevereiro aos 103 anos, deixou quase toda sua herança, de US$ 78 milhões (cerca de R$ 342 mi), para caridade. Seu filho mais famoso, Michael Douglas, 75, não terá direito a nada, segundo jornais internacionais.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus emails em um só lugar

E nos siga no Google News: Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

De acordo com ‘The Mirror’, o ator deixou cerca de US$ 65 milhões (R$ 285 mi) para a Fundação Douglas, para ajudar “aqueles que não podem se ajudar”. Entre os beneficiados estariam uma universidade que financia bolsas de estudos a estudantes minoritários, um centro de ajuda a crianças carentes e um hospital infantil.

Leia também

Ainda não está claro quem receberá o restante da herança deixada por Kirk Douglas, cerca de US$ 13 milhões (R$ 57 mi). Mas, além de Michael, ele deixa a mulher, Anne, e mais dois filhos: Joel Douglas, filho do casal, e Peter Douglas, filho de seu primeiro casamento, assim como Michael.

Kirk Douglas, Catherine Zeta-Jones, Anne Douglas e Michael Douglas durante jantar em novembro de 2017 (Foto: Tibrina Hobson/Getty Images)

Segundo ‘The Mirror’, Michael, que estaria fora do testamento, tem uma fortuna estimada em US$ 300 milhões (cerca de R$ 1,3 bi). O anúncio de falecimento foi feito por Michael em comunicado em suas redes sociais: “Para o mundo, ele era uma lenda, um ator da era de ouro do cinema que viveu seus anos dourados, um humanitário cujo compromisso com a justiça e com as causas nas quais acreditava estabeleceu um padrão para todos nós aspirarmos.”

Conhecido por filmes como ‘Glória Feita de Sangue’ (1957) e ‘Spartacus’ (1960), ambos dirigidos por Stanley Kubrick, Kirk Douglas foi um dos nomes mais emblemáticos da era de ouro de Hollywood, com uma carreira que se estendeu dos anos 1940 até os 2000. Sua saúde vinha se deteriorando desde 1996, quando ele sofreu um derrame, mas continuou ocasionalmente atuando em projetos como a série de TV ‘Touched By An Angel’. Seu último trabalho no cinema foi em ‘Illusion’, de 2004, em que um cineasta próximo da morte reavalia sua vida e tenta se reaproximar do filho.

Kirk Douglas é homenageado na Calçada da Fama em Los Angeles, nos Estados Unidos (Foto: P. Lehman/Barcroft Media via Getty Images)