Com filho evangélico, Caetano Veloso critica fala de Bolsonaro: "Muito desrespeitosa"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Caetano Veloso
    Caetano Veloso
    Músico, produtor, arranjador e escritor brasileiro
  • Jair Bolsonaro
    38.º presidente do Brasil
Foto: Davi Campana/Festival do RIo
Caetano Veloso e o filho, Zeca Veloso (Foto: Davi Campana/Festival do RIo)

Caetano Veloso, 79, participou do "Roda Viva" nesta segunda-feira (20). Entre vários assuntos abordados na entrevista, ele criticou o termo "terrivelmente evangélico", usado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para definir o perfil de André Mendonça, ministro do STF. 

"Acho a expressão do presidente muito ruim e desrespeitosa. Mas ser desrespeitoso é do jeito do presidente. A expressão não é feliz e não funciona. É uma expressão que não dá conta, é uma homenagem do presidente ao preconceito", disse o artista, que tem um dos filhos, Zeca, na Igreja Universal.

No papo com os jornalistas, Caetano lembrou que o Brasil não tem apenas evangélicos e falou sobre a religião dos herdeiros. Segundo o artista, a relação familiar é muito boa.

"O Tom, quando criança, começou a ir na igreja com a babá, arrastou o Zeca. O Tom não vai mais pra igreja, não diria que ele seja evangélico. Zeca sim, frequenta a igreja, mas pra mim é um enriquecimento, que eu tenha tão de perto e profundamente acompanhado essa movimentação da mente brasileira, porque é uma transformação na mente brasileira", opina.

Cantor participou do
Cantor participou do "Roda Viva" (Foto: Reprodução/TV Cultura)

Para o artista, a ida dos filhos para as igrejas evangélicas "tem a ver com a história, com o surgimento do protestantismo". Conversar com eles sobre isso é estar antenado sobre o Brasil atual. "Eu e Zeca temos um diálogo muito bom sobre tudo, música, vida, pessoas, porque ele é muito conversador. Tom não, ele só fala o essencial. Pra mim eu sinto que tô vivendo uma vida rica e real", valoriza.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos