Com baixo interesse no metaverso, Mark Zuckerberg aposta no crescimento do WhatsApp

Pelo visto, a Meta terá mudanças significativas em 2023. Na última quinta-feira (18),Mark Zuckerberg, CEO da Meta, declarou aos funcionários da empresa que o WhatsApp e o Messenger serão elementos chave para o crescimento das vendas nos próximos anos. Um anúncio ousado que chega logo após uma demissão em massa que afetou a imagem da gigante das comunicações e tecnologia.

 
O anúncio da mudança de investimentos chega logo após demissões em massa

Outro motivo apontado por especialistas e pelo próprio Zuckerberg para a queda de desempenho da empresa é a falta de interesse comerciais em investimentos diversos. Um deles é o metaverso.

"Falamos muito sobre as oportunidades de longo prazo, como o metaverso, mas a realidade é que as mensagens comerciais possivelmente serão o próximo grande pilar de nossos negócios, à medida que trabalhamos para monetizar mais o WhatsApp e o Messenger", afirma o CEO em declaração.

A Meta já trabalha na transformação do WhatsApp para um formato de "superapp", com várias funções atreladas. Alguns países oferecem experiências comerciais completas como WhatsApp Pay, como a compra de passagens de metrô, pagamentos de contas e transferências bancárias.

 
WhatsApp é muito utilizado no Brasil e na Índia

Outras mudanças significativas no “Zap Zap” estão mais ligadas ao WhatsApp Business, com a introdução de uma assinatura paga com recursos avançados para empresas. Apesar de voltadas para perfis empresariais, muitas das funções atreladas ao Business po...

Com baixo interesse no metaverso, Mark Zuckerberg aposta no crescimento do WhatsApp
Leia Mais