Com avanço do coronavírus, Petrobras decide repatriar funcionários que estão na China

Redação Finanças
·2 minuto de leitura
Luiz Souza/NurPhoto via Getty Images
Luiz Souza/NurPhoto via Getty Images

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Ante o avanço do coronavírus, a Petrobras decidiu repatriar empregados que se encontravam em território chinês e suspender viagens de funcionários para China, Japão e Singapura.

  • "Vinte e quatro já estão no Brasil ou em voo a caminho. Doze estão com voos marcados até 4 de fevereiro", disse a Petrobras em nota.

Ante o avanço do coronavírus, a Petrobras decidiu repatriar empregados que se encontravam em território chinês e suspender viagens de funcionários para China, Japão e Singapura. O informe foi feito pela estatal nesse sábado (1º), informou a agência Reuters.

A empresa informou que 37 empregados que se encontravam em missão no território chinês tiveram seu retorno antecipado.

Leia também

"Vinte e quatro já estão no Brasil ou em voo a caminho. Doze estão com voos marcados até 4 de fevereiro", disse a Petrobras em nota. "Um dos empregados está de férias fora da China e terá seu voo de retorno alterado para o Brasil", completou a estatal.

Na última quarta (29), a Petrobras já havia confirmado a suspensão de viagens de pessoal programadas para a China, mas não tinha se manifestado sobre repatriação de funcionários. Na terça (28), a Vale informou que suspendeu por tempo indeterminado as viagens de negócios para a China, seu principal cliente.

O coronavírus já matou mais de 200 pessoas na China, e o Brasil tinha, até a noite desse sábado, ao menos 16 casos suspeitos, conforme o Ministério da Saúde.