Com Andrew Solomon e Mia Couto, Fronteiras do Pensamento será guiado por questões identitárias

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Filho de peixe, peixinho é. O ditado conversa diretamente com um dos conceitos formulados pelo americano Andrew Solomon, no livro "Longe da Árvore", editado no Brasil pela Companhia das Letras.

Nele, o escritor e professor de psicologia explica que a identidade de uma pessoa vem, em boa parte, dos genes e dos costumes observados em seus pais. Mas há também uma parcela de características e valores que nada têm a ver com nossos familiares: é a identidade horizontal, aquela adquirida ao nos reconhecermos em certos grupos sociais.

O conceito será o fio condutor da 14ª edição do Fronteiras do Pensamento, série de palestras com pensadores, artistas e cientistas de renome mundial. O primeiro convidado a participar do evento deste ano é justamente Solomon, que abre o Fronteiras do Pensamento no dia 4 de maio, em Porto Alegre, e em 6 de maio, em São Paulo.

Ao todo, oito personalidades integram a programação, que se estende até novembro - e todas elas passam pelas duas cidades.

Além de Solomon, desembarcam no Brasil a escritora portuguesa Isabela Figueiredo, o escritor congolês Alain Mabanckou, o psicólogo americano Jonathan Haidt, o escritor moçambicano Mia Couto, o economista britânico Paul Collier, o historiador americano Timothy Snyder e o físico austríaco Fritjof Capra.

Os pacotes de ingressos, que dão direito aos oito encontros realizados em cada cidade, começam a ser vendidos nesta terça-feira (10).

"Identidades horizontais são produtos da diferença - por vezes do acaso, por vezes das tramas da vida e das relações que estabelecemos", explica a Fernando Schüler, curador do evento e colunista da Folha de S.Paulo. "Teremos oito pontos de vista sobre o tema, sem a pretensão de chegar a algum tipo de consenso."

Os escritos de Solomon sobre as identidades horizontais foram reunidos sob o tema Reinvenção do Humano, que batiza esta edição. Discussões relacionadas a fake news, liberdade de expressão, diversidade e tensões sociais também deverão aparecer ao longo dos seis meses de bate-papos.

Schüler destaca, nesta edição, a presença de três autores africanos nas mesas de debate - Mabanckou, Couto e Figueiredo, que foi para Portugal aos 12 anos, mas nasceu em Moçambique. "Temas sobre diferença e diversidade estarão em pauta", diz.

O curador do Fronteiras do Pensamento também ressalta que, apesar do eixo temático adotado, os convidados têm liberdade para abordar as questões que quiserem, da maneira que acharem melhor.

"A ideia do Fronteiras é estimular o debate de ideias e um olhar mais amplo sobre o mundo atual. Mas é evidente que os palestrantes têm liberdade para abordar qualquer tema", afirma.

PALESTRANTES

Andrew Solomon

Professor de psicologia, escreve sobre cultura, política e saúde mental, sendo autor de obras como "Longe da Árvore"

Isabela Figueiredo

Escritora portuguesa, é autora de livros como "A Gorda"

Alain Mabanckou

Escritor congolês, também é professor de literatura francófona e escrita criativa

Jonathan Haidt

Psicólogo social americano, trata em sua obra da moralidade em diferentes culturas

Mia Couto

Moçambicano, já venceu o Camões e é autor de livros como "Terra Sonâmbula"

Paul Collier

Economista britânico, é autor de "O Futuro do Capitalismo"

Timothy Snyder

Historiador americano, é professor na Universidade de Yale e analisa, em sua obra, grandes movimentos que mudaram o curso da história

Fritjof Capra

Especialista em educação ecológica, o austríaco traçou um paralelo entre a física moderna e as filosofias orientais tradicionais, em "O Tao da Física"

Fronteiras do Pensamento

São Paulo: Teatro Santander, av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2.041, Itaim Bibi.

Abertura no dia 6 de maio, às 20h30. Até 18/11.

R$ 1.930 a R$ 4.300 (pacote para as oito palestras).

Porto Alegre: Salão de Atos da UFRGS, Av. Paulo Gama, 110, Farroupilha.

Abertura no dia 4 de maio, às 19h45. Até 16/11.

Ingressos: R$ 1.880 a R$ 2.715 (pacote para as oito palestras).

Assinantes da Folha de S.Paulo têm desconto de 50%