Com 800 milhões visualizações, Mari Maria relembra bullying por sardas

Uma das influencers de beleza mais bem-sucedidas do Brasil, Mari Maria coleciona sucessos com seus mais de 19 milhões de seguidores só no Instagram. Dona de sua própria marca de cosméticos, ela divide seu tempo entre as gravações do canal multiplataforma, reuniões de trabalho, e os momentos em família com o pequeno Davi, de 1 ano e 8 meses, e o marido, Rudy Rocha.

Convidada do Yahoo Entrevista desta semana, Mari relembrou o bullying sofrido na infância por conta de sua marca registrada: as sardas. Por muito tempo, a influencer tentou esconder as pintinhas com muita maquiagem.

“Quando eu comecei o canal, gravava com base no rosto e eu não gostava de aparecer as sardas, tinha muita vergonha porque quando era nova sofri bullying. Muitas meninas que mandavam mensagens, tinham melasmas e acabavam sofrendo muito com isso, então sentia que eu podia ajudar de alguma forma as pessoas. Foi aí que comecei a me assumir para mostrar que elas também são maravilhosas. Acho que foi a forma como elas me ajudaram e eu ajudei elas também”, relembra.

Com mais de 9 milhões de inscritos no Youtube, uma de suas plataformas de trabalho, Mari soma 850 milhões de visualizações em 7 anos de projeto. No entanto, ela relembra que tudo nasceu de uma brincadeira e vontade de compartilhar na internet seus truques enquanto se maquiava.

“Queria me maquiar, gravar e aí meu marido deu ideia: “Eu tenho um tempo livre e consigo editar pra você”, e foi aí que comecei o canal. Acordava todo dia às 7 da manhã para fazer maquiagem. Tem essa parte da paixão que é muito importante, você gostar do que você faz porque você se aprimora e se torna bom naquilo”, analisa.

Um dos momentos mais marcantes para a influencer foi o primeiro contrato para fazer um “publi”. Mari relembra com nostalgia o momento em que pegou o contra-cheque.

“Comecei a ter receita depois de mais ou menos dois anos de canal. O primeiro trabalho foi com uma marca do Canadá. Ela me contratou para um post no Instagram me pagando 40 dólares. Lembro que falei: ‘meu Deus, tô recebendo 40 dólares para fazer um vídeo!' Foi muito legal. Me dediquei super para esse vídeo e eles fecharam um pacote mensal comigo.”

Apesar de viver de uma forma confortável, Mari explica que é ousada na hora de movimentar o dinheiro que ganha.

“Sempre investi na minha marca.Quando a gente começou, quis pegar nosso dinheirinho e colocar para para render no meio da maquiagem. A gente sempre investia em produtos. Ainda não consegui fazer esse pézinho de meia todo, mas quero."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos