Dia da Celebração Bissexual: 9 coisas que você precisa saber sobre bissexualidade

No Dia da Celebração Bissexual, entende melhor o que significa ser bi (Foto: Getty Creative)


Esta segunda-feira (23) marca o Dia da Celebração Bissexual, e aproveitamos o gancho para falar sobre o que você ainda precisa entender do assunto. Em um momento onde tudo o que as pessoas mais procuram é representatividade, é necessário abrir a mente para compreender melhor as suas necessidades e como elas se relacionam umas com as outras.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Por isso, selecionamos 9 fatos que as pessoas bissexuais gostariam que você soubesse sobre elas, olha só:

1. Bissexualidade é um fato

Talvez a maior dificuldade sobre esse assunto é as pessoas aceitarem que a bissexualidade é um fato e que é possível, sim, uma pessoa sentir atração pelos dois sexos, feminino e masculino. É um espectro: quem é bissexual pode se ver pendendo mais para o lado hétero, outra pessoa para o lado homossexual, outra ainda pode flutuar entre os dois ao longo da vida, e uma última pode ficar de um mesmo lado a maior parte do tempo.

Leia também

2. Ser bi não significa ser "meio gay e meio hétero"

Assim como a heterossexualidade e a homossexualidade, ser bissexual é uma identidade única, própria. Fazendo uma analogia, se ser hétero é como um sorvete de chocolate, e ser gay é sorvete de baunilha, ser bissexual não é uma casquinha meio a meio, é sorvete de morango: o seu próprio sabor, único, e com as suas próprias características.

3. Não significa namorar várias pessoas ao mesmo tempo

Em tempos de poliamor, é claro que essa configuração é possível, caso seja o desejo de todos os envolvidos, mas ser bissexual significa que você se sente atraído - emocional e sexualmente -, por pessoas de ambos os sexos. Isso não implica que você vai ou deve namorar os dois gêneros ao mesmo ao mesmo tempo só porque é bi.

4. Ser bissexual não significa ser promíscuo ou com mais tendência a trair

Isso é comum: as pessoas acreditam que o bissexual é promíscuo e com maior tendência à traição só porque se sente atraído por ambos os sexos. Não! Boa parte das pessoas bissexuais são monogâmicas e buscam um relacionamento estável e duradouro tanto quanto qualquer outra pessoa. O fato delas gostarem de homens e mulher não significa que "dormem com todo mundo" ou que vão trair você o tempo inteiro.

5. Bissexuais não vão "escolher um lado"

Entenda: só porque você namorou um único gênero a vida toda não significa que todas as pessoas devem fazer o mesmo que você. Pessoas bissexuais buscam encontrar alguém para compartilhar a vida tanto quanto você, acontece que elas só não vão determinar que devem fazer isso apenas com homens ou apenas com mulheres. Se alguém que é bi escolher casar com uma pessoa do mesmo sexo, não significa que ela "escolheu ser homossexual", e o mesmo vale para o caso de ela escolher alguém do sexo oposto.

6. Ser bissexual não é um "meio termo"

É comum as pessoas se assumirem bi antes de saírem totalmente do armário como gays ou lésbicas. Mas isso não significa que a bissexualidade é um "meio termo", uma "fase de transição". Bissexualidade é uma orientação sexual única, própria, uma identidade como qualquer outra.

7. Se uma pessoa bi terminou com você, não é por causa disso

Acredite, se alguém bissexual terminou um relacionamento com você, não é pelo fato dela ser bissexual, mas, sim, porque, provavelmente, esse relacionamento não estava funcionando mais.

8. Bissexuais não estão procurando por um ménage

Sim, é comum acreditarem que pessoas bi estão, na verdade, apenas buscando fazer sexo a três para satisfazer uma fantasia sexual. Os bissexuais, em sua maioria, são monogâmicos e não um "brinquedo sexual" que podem ser utilizados na sua própria fantasia sexual, ou hiper-sexualizados só por serem quem são.

9. Pessoas bissexuais só querem pertencer

A comunidade gay considera a bissexualidade como "hétero demais" e a comunidade hétero vê as pessoas bi como "gays demais". Ou seja, essa população fica em um limbo, quando, na verdade, tudo o que eles mais querem é ser tratados como iguais, respeitados e validados por serem quem são.