Cobertura em que Johnny Depp e Amber Heard viveram é colocada à venda

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Johnny Depp quer mesmo esquecer o seu casamento com Amber Heard. O ator acaba de colocar à venda a cobertura, onde o ex-casal viveu no centro de Los Angeles, Estados Unidos, por quase dois anos. A informação foi revelada pelo site do New York Post e Depp quer pelo imóvel 1,76 milhão de dólares, aproximadamente R$ 8,57 milhões

O imóvel é um dos locais em que Heard e Depp mais passaram tempo ao longo do casamento e era conectado a quatro apartamentos que o protagonista "A Fantástica Fábrica de Chocolate" e "Piratas do Caribe" possuía no badalado edifício Eastern Columbia Building. Os outros imóveis foram vendidos em 2016, logo após a separação da atriz e, na época, por 12,8 milhões de dólares, um pouco mais de R$ 60 milhões nos dias de hoje

O agente imobiliário Ernie Carswell garantiu ao "The Post" que o anúncio da venda agora "é apenas uma coincidência" por ter entrado no mercado justamente depois da decisão da Justiça americana favorável ao ator. Após seis semanas de julgamento, o júri decidiu a favor de Johnny Depp, 58, na ação de difamação que ele movia contra Amber Heard, 36, que o acusava de violência doméstica.

Ele também explicou que o imóvel com o "estilo inconfundível e boêmio" de Depp foi renovado desde que o ator se mudou da cobertura. "Era realmente uma mansão no céu quando Johnny morava lá, porque era tudo aberto", disse Carswell ao site. O profissional não soube confirmar se a cobertura é a mesma onde a irmã de Heard morou durante um período e onde a atriz de "Aquaman" teria dado um soco no ex-marido.

Entenda o caso:

O julgamento de difamação que Johnny Depp movia contra a ex-mulher terminou na semana passada. Ele entrou com o processo após alegar que um artigo de Amber Heard, publicado no The Washington Post em 2018, afetou sua imagem - a atriz disse ser uma 'figura pública que representa abuso doméstico'. Ela não mencionou o ator, mas Depp se sentiu ofendido.

Depois de vencer a batalha judicial, Johnny Depp receberá da ex-companheira mais de 10 milhões de dólares - R$ 48 milhões na cotação atual. Entretanto, ele terá também que indenizar a famosa em 2 milhões de dólares - quase R$ 10 milhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos