Cloverfield: Após 15 anos, um dos segredos mais bem guardados de Hollywood finalmente foi revelado

Em julho de 2007, boa parte das pessoas que foram aos cinemas para ver a primeira incursão de Transformers em live-action, pelas mãos de Michael Bay, teve acesso a um conteúdo confuso, mas extremamente provocante: o lançamento do trailer de Cloverfield.

Com produção de J.J. Abrams e direção de Matt Reeves, o longa que mudou o subgênero de terror found footage chegou às salas escuras no início do ano seguinte. Para celebrar os 15 anos do início da franquia, a Paramount lançou uma edição especial do projeto.

Nessa toada, o diretor de Batman falou sobre o filme ao Syfy Wire. O cineasta, enfim, revelou a detalhes sobre a origem e as motivações do monstro que assola Nova York durante a trama. "Com certeza nós fizemos [a origem]. Porque você tem que descobrir como direcionar o monstro, por assim dizer. Então você tem que entender o que está acontecendo com eles emocionalmente. E para mim, o grande segredo era que o monstro era um bebê e estava passando por uma ansiedade de separação”, revelou Matt.

Ele continua: “A razão pela qual o monstro estava enlouquecendo é porque eles estavam tendo ataques baseados na procura de sua mãe. E então, [o monstro] estava com tanto medo quanto os personagens principais, porque parece que não haveria nada mais aterrorizante do que o elemento humano lutando contra esse monstro gigante e, na verdade, os dois estão apavorados. Isso é uma bagunça. Isso não é bom. Portanto, essa parte foi absolutamente algo sobre o qual conversamos no desenvolvimento da criatura e em termos de como eu a filmei."

Sobre os vindouros projetos que orbitam este universo, o diretor relembra que o primeiro filme faz alusão ao terror dos medos posteriores ao 11 de setembro. Dessa forma, as próximas histórias podem aplicar alegorias à recente pandemia.

"Não há dúvida de que seria um filme viral, certo? Seria sobre um vírus. O engraçado de fazer aquele filme, como eu disse, abriu a ideia de fazer filmes de gênero e especificamente explorar seus próprios sentimentos sobre as coisas. Eu tinha tanta ansiedade relacionada a... quer dizer, eu ainda tenho tanta ansiedade. Acho que não seria cineasta se não tivesse ansiedade", explica.

"Cada filme que fiz é uma espécie de descrição da minha ansiedade interna… Acho que hoje, isso viria absolutamente da incerteza do que você não pode ver e da ideia de que estando ao lado de alguém, você pode pegar alguma coisa. Houve alguns realmente assustadores [thriller virais]. Contágio é certamente muito assustador... Haveria um filme assustador [Cloverfield] para fazer com certeza sobre a propagação do vírus."

Sobre o vindouro projeto, sabe-se apenas que Babak Anvari, de Sob a Sombra e Passei por Aqui, vai dirigir o filme com base no roteiro de Joe Barton, conhecido por escrever O Ritual e O Projeto Lazarus.

Leia o artigo em AdoroCinema

Um filme de terror essencial dos últimos anos: arrecadou 30 vezes seu orçamento e tirou seu diretor do buraco

The Last of Us: Cena do primeiro episódio tem curiosa semelhança com jogo de terror aclamado

MaXXXine: Mia Goth descreve filme como "a maior experiência cinematográfica" da trilogia de terror

M3GAN 2 vem aí: Saiba quando estreia a sequência do filme de terror queridinho do ano