Clientes saem no tapa por lugar na fila na inauguração da loja da Shein, em São Paulo

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Marca chinesa de roupas e acessórios que faz sucesso na internet, a Shein abriu neste sábado (12) a sua primeira loja física na América do Sul. Talvez pelo fato de seguir o formato pop-up (temporário), clientes pareciam mais ávidos que o normal para fazer compras num lugar onde um top cropped pode sair mais barato que um lanche no McDonald´s: R$ 21,90.

As filas no Shopping Vila Olímpia, na zona sul de São Paulo, começaram a se formar de manhã cedo, horas antes da abertura das lojas. Houve confusão generalizada dentro e fora da Shein, em disputas por peças de roupa, por espaço e pelo respeito à ordem de chegada.

A loja tem 11 mil peças à venda, e o item mais caro é um vestido com brilhos, que sai a R$ 166,90. Os vídeos da pancadaria entre os clientes, mulheres em sua maioria, viralizaram nas redes.