Cleo fala sobre depressão e distúrbio alimentar: "Têm momentos horríveis"

Cleo Pires fala sobre pressão estética (Foto: Iwi Onodera/Brazil News)

Por Leandro Lima*

Um dos procedimentos mais badalados do momento, a harmonização facial definitivamente não entrou na lista da atriz e cantora Cleo. Durante encontro com a imprensa, a global revelou quais intervenções já realizou em seu corpo.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

“Já fiz alguns procedimentos estéticos, mas não harmonização facial, se tivesse feito acho que não teria problema nenhum, acho maravilhoso, mas não tenho vontade de fazer. Só fiz plástica no nariz e olheiras”, afirma.

Leia também

Quando questionada se já sofreu com os efeitos da balança, a filha de Glória Pires e Fábio Jr. foi bastante sincera. “Tinha muito problema em ganhar peso. Ganhava peso e não saía de casa, tipo não estaria aqui. Hoje, mudei depois de muita terapia, maturidade e observando mulheres que me inspiram”.

Por conta das críticas sobre seu trabalho e corpo, a atriz também falou sobre os ataques que artistas e anônimos recebem diariamente por não atenderem aos padrões impostos pela mídia e sociedade: “Afeta, mas do chão não passa”.

Por fim, Cleo disse que não consegue se ver daqui uns anos: Não me vejo, não tenho a menor ideia”.

Depressão e distúrbio alimentar

Na noite desta terça-feira (27), Cleo participou do ‘Conversa com Bial’ e falou sobre depressão e distúrbio alimentar. Segundo ela, os problemas só foram notados depois de alguns anos.

“Você se vê de um jeito que depois você olha e fala ‘gente, mas eu era magra’. Por que eu me via de um jeito que não era?”, disse a artista. De maneira carinhosa, ela tentou explicar para Bial o que sentia. “Acho que é um distúrbio da forma que você se vê. Você toma coisas que tiram totalmente sua fome e de repente você passa por um desequilíbrio emocional e come até o pé da mesa”, completou.

Para a filha de Gloria Pires, o que agrava a situação, na maioria dos casos, é o julgamento das pessoas. Por ser uma figura pública, a cantora já está acostumada com os “haters”, mas não deixa de se magoar com alguns comentários.

“Tem foto, vídeo, evento. Qualquer mulher, mesmo as que estão dentro de um padrão aceito, passam por esse tipo de pressão estética. Depressão é coisa séria. Não é um dia de tristeza, de querer ficar na cama. É uma doença que você não vê e muitas pessoas tendem a achar que é frescura, preguiça”, explicou ela.

Nos momentos mais difíceis, Cleo busca o apoio de amigos e familiares. “Têm momentos horríveis, mas tenho apoio. Algumas pessoas são meu fechamento. Quando tive uma crise séria de depressão eu me tratei, tomei remédio”, contou.

*Com redação