Cleo denuncia intolerância religiosa e diz que bloqueará os desrespeitosos

***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 06.06.2022 - A atriz e cantora Cleo Pires. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 06.06.2022 - A atriz e cantora Cleo Pires. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz e cantora Cleo, 39, afirmou por meio das redes sociais que tem sofrido com intolerância religiosa desde o dia em que se casou pela segunda vez com o empresário Leandro D' Lucca. A cerimônia seguiu a tradição e os mandamentos do candomblé e os noivos estavam vestidos de branco.

"Eu recebo muitos comentários absurdos sobre religião aqui no meu Instagram. As pessoas têm todo o direito de seguir a religião que mais se aplica com os valores da pessoa, mas não existe só uma religião no mundo", disse.

"Quando a gente fala em intolerância religiosa, a gente sabe que é bem mais pesado quando a gente fala das religiões de matrizes africanas. Não, eu não estou cega ou desviada de Jesus como muitos de vocês comentam", completou antes de dizer que bloquearia que continuasse a ser desrespeitoso.

"É tão cafona! Eu espero não ter que ficar voltando nesse assunto que já era para ser uma página virada, não vou tolerar esse tipo de comentário por aqui. Parem de viver em 1920, a gente está em 2022", encerrou.

Cleo e D'Lucca se casaram pela primeira vez em julho de 2021. Na época, eles compartilharam fotos da união no civil em uma fazenda no interior de Minas Gerais. Filho do noivo, Gael, 8, estava entre os pouquíssimos convidados da cerimônia, assistida de modo remoto por Glória Pires, Fábio Junior e Fiuk.