Classe artística se unem contra Bolsonaro

·2 minuto de leitura

Em época de polarização, o que se tem visto nas redes sociais são pessoas se manifestando politicamente. Uns contra, outros a favor do presidente, Jair Bolsonaro, sem partido. Um dos setores que mais sofreu com os impactos durante a pandemia, foi a classe artística. Mas muito mais que isso, os artistas se posicionam contra um governo negacionista, que mesmo com um número elevadíssimo de mortes no Brasil - que já chega há 448 mil - neste último fim de semana, causou aglomeração durante um passeio de moto com seus apoiadores, muitos não usavam máscaras e não seguiam as recomendações para o distanciamento social.

Em uma onda crescente contra o governo Bolsonaro, cidadãos brasileiros se uniram para formular um pedido de impeachment. A atriz Julia Lemmertz, gravou um vídeo que foi compartilhado pelo então colega de profissão, Paulo Betti, que trazia a seguinte mensagem:

Leia também

“Eu sou Julia Lemmertz, sou atriz e junto com outros cidadãos das mais variadas atividades, nós demos entrada na câmara dos deputados, a um pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro, nós fazemos parte de um movimento que se chama ‘Vidas Brasileiras’, que não tem motivação político partidária, e como muitos brasileiros, nós não aguentamos mais assistir calados e passivos a essa escalada de morte de brasileiros por covid, que é o resultado das omissões e da má gestão da saúde por esse governo. É muito importante que você assine esse pedido pra que ele não seja apenas mais um, você pode entrar no site, ler o pedido, assinar e compartilhar. Basta de mortes, basta de omissão, basta de silêncio, basta!”

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Indignada, a atriz Deborah Evelyn também postou em suas redes sociais um manifesto contra o presidente: “Não consigo entender o motivo de comemoração num momento em que temos mais de 448.000 mortos no Brasil!!!! É muita falta de empatia, de humanidade!!! Ninguém pensou nas famílias e amigos desses 448.00 mortos???! O que temos para festejar???”, disse.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A apresentadora Fátima Bernardes não ficou de fora e postou o seu protesto: “Essa postagem não é partidária. É solidária. Meu carinho e meu respeito à dor de quase quinhentas mil famílias que perderam seus amores nessa pandemia. Vocês não estão sozinhos. Hoje, diante dessa manifestação festiva que aconteceu no Rio de Janeiro, a minha cidade, são muitas pessoas - como eu - sem entender o motivo da comemoração, a falta de empatia. São muitos os que estão perplexos, tristes e até com vergonha. A falta de humanidade também dói e também mata”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Seguindo o mesmo caminho da atriz, Drica Moraes também se manifestou. “Imagens que falam por si só. #forabolsonaro”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Algumas pessoas já aderiram à causa, entre elas, os artistas: Fábio Porchat, Xuxa Meneghel, Walter Casagrande, Felipe Neto e Julia Lemmertz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos