"Cinquenta Tons de Liberdade": os detalhes picantes que o filme não mostra

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Cena de "Cinquenta Tons de Liberdade"  (reprodução)
Cena de "Cinquenta Tons de Liberdade" (reprodução)

"Cinquenta Tons de Liberdade" entrou no catálogo da Netflix nesta terça-feira (8) e logo roubou o primeiro lugar de audiência do catálogo de "Amor Garantido". Entre o thriller erótico e a comédia romântica, os brasileiros estão optando pelo primeiro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Apesar de ser uma obra adaptada dos livros extremamente populares de E. L. James, o filme esconde alguns segredos por trás de tantas (são muitas mesmo) cenas de soft porn. Para prolongar o prazer obtido com o longa, revelamos alguns deles.

Leia também

Músicas de esporte

Em entrevista ao talk show The Graham Norton Show, Jamie Dornan contou que as cenas de sexo com Dakota Johnson foram, na verdade, muito divertidas de se fazer. Para diminuir o constrangimento no set, ele tentava fazê-la rir. “Minha tentação sempre era fazer Dakota [Johnson] rir, então algumas vezes, eu fazia coisas tipo, quando há algum momento em que eu devia, sabe, ter um orgasmo, eu fazia tipo [faz barulhos de música em partidas de esportes]”, contou o ator.

A palavra de segurança

Enquanto no livro Ana diz "picolé" como palavra de segurança nos momentos com algemas, a personagem prefere dizer no filme "vermelho" - o verbete mais popular durante atos de dominância e sadomasoquismo, de acordo com a rede de produtos eróticos Lovehoney.

O sorvete

O picolé acabou sendo mencionado na cena mais sensual do longa, quando Ana espalha sorvete pelo corpo do marido. Os fãs adoraram, mas Jamie Dornan confessou em entrevista ao Access Hollywood que não viu muita graça. “Eu não recomendaria isso mesmo. Eu acho que era… bastante pegajoso. Ele fica seco e pegajoso muito rápido… Eu não era muito fã disso. É frio e fica uma bagunça. Acho que gravamos essa cena durante a noite, estávamos cansados, mas contanto que ficasse algo sexy no final, era isso que importava“, disse ele.

Cenas de sexo cortadas

Quem é fã da saga de livros de E. L. James certamente sentiu falta em Cinquenta Tons de Liberdade de algumas cenas picantes. A mais sentida é a que Anastasia Steele e Christian Grey se depilam. "Eu suspiro quando ele passa a gilete pela minha virilha. Está quente. A água no copo deve estar quente. Eu me contorço. Fez cócegas... de um jeito bom. 'Não se mexa.' Christian fala e passa a gilete novamente. 'Ou eu vou amarrá-la.' 'Você já fez isso antes?' Eu perguntando quando ele pega a gilete novamente. 'Não.' 'Ah, que bom.' Eu rio. 'Outra primeira vez, Sra. Grey.'”, diz a passagem do livro.

Cenas de sexo de dois filmes feitas de uma vez só

Em entrevista ao talk show Late Night with Seth Meyers, Dakota Johnson explicou que as cenas de sexo das continuações de “Cinquenta Tons de Cinza” - “Cinquenta Tons Mais Escuros” e Cinquenta Tons de Liberdade” - foram feitas ao mesmo tempo. “Foi desafiador, porque tivemos de ir e vir entre esses dois filmes. Porque algumas locações eram as mesmas, então fizemos todas as cenas de sexo ao mesmo tempo. As fizemos juntas principalmente por serem os mesmos locais. Então queríamos misturar um pouco, para que não fossem sempre a mesma coisa”,disse ela.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos