Cinemas no Brasil vendem cerca de 600 ingressos em fim de semana de coronavírus

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em meio à pandemia do novo coronavírus que se alastra pelo país, cerca de 600 pessoas decidiram ir ao cinema nos últimos dias.

De acordo com a Comscore, empresa que mensura dados relacionados ao audiovisual, o período entre os dias 19 e 22 de março registrou números baixíssimos de público. Foram 594 espectadores nas sessões dos dez principais filmes em cartaz, gerando meros R$ 7.384 em todo o território nacional.

O ranking dos dez longas mais assistidos no fim de semana foi liderado por "Bloodshot", seguido por "O Homem Invisível", "A Maldição do Espelho", "Sonic", "Maria e João: O Conto das Bruxas", "Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica", "Terremoto", "Solteira Quase Surtando", "Dolittle" e "Aves de Rapina: Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa".

Os números podem ser explicados, em parte, pelo receio das pessoas em sair de casa durante a pandemia, frente às recomendações de diversas autoridades para que todos permaneçam em isolamento.

Além disso, contribuem para os resultados o fechamento de diversas salas de cinema pelo país, seja por decisão própria ou por determinação do governo, e o adiamento de importantes estreias nacionais e estrangeiras.