Morre o cineasta Jean-Luc Godard aos 91 anos

Jean-Luc Godard (Foto: AFP/Jack Guez)
Jean-Luc Godard (Foto: AFP/Jack Guez)

O cineasta francês Jean-Luc Godard, um dos pais da Nouvelle Vague, morreu de "maneira tranquila" nesta terça-feira(13), aos 91 anos, em sua residência na pequena cidade de Rolle na Suíça, anunciou a família em um comunicado.

"O cineasta Jean-Luc Godard faleceu em 13 de setembro de 2022, anunciam sua esposa Anne-Marie Miéville e seus produtores. Não haverá nenhuma cerimônia. Jean-Luc Godard faleceu de maneira tranquila em sua residência, ao lado de seus entes queridos. Será cremado", afirma o texto.

A nota foi divulgada pelo conselheiro jurídico e fiscal da família, Patrick Jeanneret.

Procurado pela AFP, Jeanneret explicou que o anúncio deveria ser feito dentro de dois dias, mas que o comunicado precisou ser redigido às pressas após o vazamento para imprensa da informação sobre a morte de Godard.

Ele morreu em casa, ao lado da esposa, disse o conselheiro. "A cremação acontecerá em até dois dias, talvez na quarta-feira", acrescentou, antes de informar que as "cinzas permanecerão com sua esposa".

Jean-Luc Godard deixou sua marca entre gerações de cinéfilos, como um dos pais da Nouvelle Vague, com clássicos como "Acossado" ou "O Desprezo".

Ele e François Truffaut lideraram a "Nouvelle Vague", que sacudiu o mundo do cinema nos anos 1960.

Em 1987 recebeu um César honorário pelo conjunto de sua carreira. Em 2010, recebeu um Oscar honorário por sua obra. O Festival de Cannes também lhe concedeu uma Palma de Ouro especial em 2018.