Cine Olido volta a funcionar após dois anos fechado com sessões de 'Marte Um' a R$ 4

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Cine Olido, no centro da capital paulista, volta a funcionar depois de passar mais de dois anos fechado. A tradicional sala de cinema na Galeria Olido estava de portas baixadas desde o início de 2020 e ligou os projetores na última semana.

O cinema permaneceu fechado nesse período porque passava por uma reforma no ar-condicionado, segundo nota enviada pela Secretaria Municipal de Cultura, que gere o espaço, em maio. As exibições foram retomadas com o fim das obras.

A programação da reabertura tem sessões de "Marte Um", o filme escolhido para representar o Brasil no próximo Oscar. Antes do longa, é projetado o curta-metragem "Mãe Solo", dirigido por Camila de Moraes e que traz as histórias de duas mães que cuidam dos filhos sozinhas.

Também estão em cartaz nos próximos dias "Moonage Daydream", documentário sobre David Bowie, e "Aldeotas", adaptação de peça homônima de Gero Camilo. As sessões ocorrem desta quinta, dia 17, a quarta-feira da semana que vem, dia 23 —com exceção dos dias 21 e 22. Os ingressos custam R$ 4.

A sala é uma das principais do chamado circuito Spcine, da Prefeitura de São Paulo, com cinemas espalhados pela capital paulista, que não cobram entrada ou oferecem ingressos a R$ 4. A programação exibe produções nacionais e estrangeiras, que mesclam blockbusters e filmes de arte.

O cinema é ainda um dos mais antigos em funcionamento na cidade. Inaugurado na década de 1950, o Olido fechou as portas em diferentes momentos, até ser recuperado pela Spcine em 2016.

Com a reabertura, o Centro Cultural Olido está todo aberto ao público. O endereço também inclui duas salas de espetáculos e um novo espaço dedicado a intervenções multimídia.

CINE OLIDO

Onde Av. São João, 473, Centro

Telefone (11) 95640-8564

Preço R$ 4