Cientistas confirmam que gravidez causa 'baby brain', condição que afeta o cérebro da mulher

Reprodução/Pixabay PublicDomainPictures

Com sintomas como esquecimento, dificuldade em tomar decisões e falta de concentração, muitas mulheres se queixam na gravidez do chamado “baby brain”, expressão do inglês também usada no Brasil que quer dizer “cérebro de bebê”.

Leia mais: Segundo estudo, comer fritura durante a gravidez pode estimular a inteligência do bebê

Mas a condição foi desmentida durante muito tempo até que um novo estudo descobriu que, de fato, ela existe. Realizado pela Universidade de Deakin, o estudo examinou a função cognitiva de 709 mulheres grávidas e 501 que não estavam em período de gestação.

Os resultados descobriram que em comparação com as mulheres não grávidas, as grávidas apresentaram pior desempenho em tarefas que medem atenção, tomada de decisão, planejamento e memória. Além disso, descobriu-se que o baby brain afeta o cérebro das mulheres de diferentes formas durante a gravidez. Enquanto o declínio costuma começar no primeiro trimestre, a estabilidade surge do meio para o fim.

Leia mais: Vídeo chocante viraliza ao mostra problema da queda de cabelo pós-parto

Vale ressaltar que mesmo não tendo se saído tão bem quando o time das não grávidas, as gestantes ainda mantiveram um alcance dentro do considerado normal. O estudo também aponta que a perda de matéria cinzenta dessas mulheres se recuperaram após dois anos do nascimento do bebê.