Cidade de Gabby Petito investiga ação da polícia em briga do casal

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cidade de Moab, em Utah, iniciou uma investigação a respeito da forma como o Departamento de Polícia da cidade lidou com uma briga entre Gabby Petito e Brian Laundrie semanas antes de ela a jovem ser encontrada morta aos 22 anos após passar dias desaparecida.

Em comunicado, cidade de Moab falou sobre o procedimento de seus policiais. "O Departamento de Polícia da cidade de Moab tem padrões claros para a conduta dos policiais durante uma possível disputa doméstica e nossos policiais são treinados para seguir esses padrões e protocolo", disse.

"Neste momento, a cidade de Moab não tem conhecimento de qualquer violação da política do Departamento de Polícia durante este incidente. No entanto, a cidade irá conduzir uma investigação formal e, com base nos resultados, tomará quaisquer próximos passos que possam ser apropriados", emendou.

No dia 12 de agosto, uma pessoa ligou para a polícia para avisar que estava ocorrendo uma possível briga física entre um casal. No caso, eram Petito e o noivo.

Porém, ninguém foi punido nem nada foi averiguado, e duas semanas depois a influenciadora apareceu morta. O noivo é um dos suspeitos do crime. Ele está sendo procurado.

Um casal de Nova Orleans afirma ter presenciado uma das últimas aparições em vida de Gabby Petito. Eles relataram à Fox News na quarta-feira (22) que viram a influenciadora americana e o noivo, Brian Laundrie, em um restaurante do estado americano do Wyoming.

Nina Celie Angelo e Matthew England estavam na cidade de Jackson Hole para um casamento no final de agosto. No dia 27, eles foram comer num restaurante mexicano onde contaram terem visto o casal numa discussão acalorada com funcionárias do local --uma garçonete e uma recepcionista.

Angelo afirmou que não conseguiu ouvir o que estava sendo dito, mas que, pela linguagem corporal, Laundrie estava discutindo por causa da conta. Ela diz que ele parecia "agressivo". Petito teria se desculpado pelo comportamento do noivo.

O incidente foi lembrado pelo casal só depois que imagens de uma briga entre a influenciadora e o noivo foram divulgadas. Eles dizem ter contado sobre a discussão para as autoridades.

O Tribunal de Justiça de Wyoming emitiu um mandado de prisão contra Brian. O mandado parte de uma constatação de que Laundrie cometeu fraude com cartão de débito de sua ex-noiva entre 30 de agosto e o primeiro dia de setembro de 2021.

Ele tem sido procurado desde então, mas a polícia não sabe se ele está vivo ou morto. Até agora, não foi imputado a ele o crime de homicídio, embora isso não seja descartado, mas já há uma razão para que ele seja preso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos