Cidade francesa pede a Madonna que empreste quadro perdido em 1918

Madonna participa de evento em Nova York

Por Marine Strauss

BRUXELAS (Reuters) - A prefeita de Amiens, no norte da França, pediu à cantora Madonna que empreste à cidade uma pintura do século 19 perdida durante a Primeira Guerra Mundial, que ele acredita ter sido comprada pela cantora, para aumentar suas chances de sucesso para se tornar a Capital Europeia da Cultura.

A pintura "Diana e Endymion" de Jerome-Martin Langlois, que retrata a deusa romana Diana olhando amorosamente para o belo Endymion, já esteve em exibição em um museu de Amiens, mas foi perdida depois que a Alemanha bombardeou a cidade em 1918.

O jornal francês Le Figaro informou que a pintura, ou uma quase idêntica, foi colocada à venda em um leilão em Nova York em 1989, no qual foi arrematada por Madonna por 1,3 milhão de dólares.

Não houve resposta imediata de um porta-voz de Madonna a um pedido de comentário enviado por e-mail.

Amiens, cidade onde nasceu o presidente francês Emmanuel Macron, é candidata a Capital Europeia da Cultura em 2028.

"Não contestamos de forma alguma a aquisição legal que você fez, mas somos candidatos a Capital Europeia da Cultura em 2028. Portanto, gostaria que nesta ocasião, este ano, você pudesse nos emprestar sua pintura", disse a prefeita de Amiens, Brigitte Foure, em um vídeo postado no Facebook.

A pintura foi encomendada pelo rei francês Luís 18 para a sala Diana do Palácio de Versalhes e comprada pelo Estado em 1873.

Foure disse que a pintura provavelmente foi emprestada ao museu de Amiens pelo Louvre antes da Primeira Guerra Mundial, e, depois do conflito, a cidade a perdeu.

(Reportagem de Marine Strauss)