Cid Moreira conta que teve cachorra envenenada após reportagem do 'Jornal Nacional'

(Foto: Reprodução/ Instagram @cidmoreira)

O jornalista Cid Moreira, de 91 anos, tem usado as redes sociais para compartilhar várias experiências do período em que trabalhou na bancada do telejornal mais importante do país.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Recentemente, ele falou sobre a vez em que sua cadela foi envenenada depois que noticiou o caso de um bandido perigoso que havia sido pego pela polícia. “No dia seguinte a vira-latinha que eu amava apareceu morta envenenada”, disse.

Segundo o jornalista, o que restou foi correr para o veterinário, mas o esforço não adiantou. “Eu morava em Jacarepaguá. Dois dias depois mais uma morreu. Uma policial capa preta. Ela apareceu, pela manhã, quase morta na porta de minha casa, arranhando a porta e gruindo. Fiquei muito assustado, é claro!", afirmou.

Cid disse que ao chegar na Globo encontrou uma colega, também jornalista, que o encorajou a ficar mais atento. “Ela disse: 'Estive lá em Bangu e um preso perguntou para mim como estavam as cachorras do Cid Moreira. O que aconteceu?' Eu contei para ela e decidi me mudar em uma semana para bem longe”, revelou.

Leia mais: Mari Palma esclarece boatos sobre fim de namoro com Siani: 'Tudo bem com a gente'

Ainda de acordo com Cid, o bandido disse à repórter que o pai dele havia sofrido um infarto porque o filho foi chamado de bandido no ‘Jornal Nacional’. “Vejam só!”, exclamou o veterano.