Ciclo de Cinema e Psicanálise debate longa espanhol 'Adú'

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na próxima terça-feira (5), às 20h, o Ciclo de Cinema e Psicanálise vai debater o filme "Adú", que rendeu o Goya de melhor direção para Salvador Calvo. O evento é transmitido pelo Museu da Imagem e Som (MIS) e promovido pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP) com apoio da Folha.

O longa, uma produção espanhola da Netflix, acompanha três histórias que se entrelaçam e abordam o problema da crise imigratória na África.

A narrativa se alterna entre essas tramas que incluem um guarda civil responsável por proteger uma cerca de arame farpado contra imigrantes na cidade autónoma de Melilla, um consultor externo numa reserva no Senegal, além dos irmãos Alika e Adú, que são forçados a fugir de sua pequena cidade após testemunharem um acidente.

Mediado pela psicanalista Luciana Saddi, participam do debate o repórter especial da Folha e autor do blog Saída pela Direita, Fábio Zanini, e a psicanalista e membro da SBPSP Marina Kon Bilenky.

O filme não será exibido durante o evento, mas está disponível na Netflix. A transmissão do debate será realizada ao vivo pelo canal do MIS no Youtube. O público poderá participar com perguntas pelo chat.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos