Christina Rocha abre o jogo sobre o fim do "Casos de Família": "Novos desafios"

A apresentadora Christina Rocha, 65, falou pela primeira vez nesta quinta-feira (25) sobre o fim do "Casos de Família" (SBT), que comandou durante 13 anos. Ela agradeceu pelo período em que esteve à frente do programa e disse que ciclos se fecham para outras janelas e portas se abrirem.

Christina Rocha afirmou que está com vontade de ter novos desafios e mostrar outras facetas suas como apresentadora. "Eu estou com muita vontade de ter novos desafios, porque quando você fica muito tempo fazendo a mesma fica acomodada", disse a apresentadora em vídeo publicado no Instagram.

Não é só meme!

A apresentadora disse ainda que aprendeu muito com o programa que, além dos memes que são a parte engraçada, mostrou os conflitos das pessoas. "Esse programa foi muito importante na minha vida", disse.

Ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, Christina revelou que não está neste momento pensando se o programa vai voltar a grade de programação do SBT em 2023. "Eu precisava desse tempo de parada, estou com vontade de ter novos desafios."

O SBT anunciou na última terça-feira (22) a suspensão das gravações do Casos de Família, após 18 anos no ar. O programa, conhecido pelos barracos dos participantes, fica no ar até 7 de setembro e será substituído no horário pelas novelas.

Poderá voltar em 2023

Em comunicado, a emissora informou que o Casos de Família "poderá voltar em 2023" com novas histórias. A apresentadora, que este ano investiu em uma harmonização facial, permanece contratada do SBT. A emissora não explicou o motivo da suspensão do programa. "Eu continuo contratada do SBT, meu contrato é indeterminado", explicou Christina nas redes sociais

A atração estreou na programação do SBT em 2004 comandado pela jornalista Regina Volpato. Em 2009, Christina assumiu a apresentação, mas ficou cerca de oito meses afastada do programa, em 2020, após o início da pandemia de coronavírus. Ela voltou ao comando da atração no fim de outubro, com uma plateia física de 20 pessoas, além de retratos que preenchiam o auditório.