Christina Rocha concorda com fim de "Casos de família": "Formato saturado"

Christina Rocha relembra carreira no
Christina Rocha relembra carreira no "Casos de Família" (Reprodução Youtube)

O programa "Casos de Família" chega ao fim no "SBT" no dia 7 de setembro após 18 anos no ar. A apresentadora Christina Rocha, entretanto, não acha que a atração precise ficar mais tempo na emissora.

"Eu já imaginava que ia acabar. É um formato engessado, chega uma hora que acaba sendo repetitivo. O que eu gostaria era de ter feito em outras cidades, mas não tivemos condições. Não é fácil fazer 13 anos sem nenhum recurso, até pela falta de convidados. O Casos de Família é um sobrevivente", explicou ela para o "Vênus Podcast".

Christina também explicou que não quer ficar conhecida apenas pelo programa, e que procura novas oportunidades profissionais. "Eu estava saturada, não gosto de ficar acomodada. Queria ter um programa diversificado, com entrevistas. Nunca me deram a oportunidade de fazer esse tipo de programa. Tem que partir pra outras coisas, outros desafios, outros ciclos. Quero renascer".

Entenda

Em um release enviado para a imprensa, o SBT anunciou a suspensão do programa "Casos de Família", um dos clássicos da emissora. O programa, no ar há 18 anos, permanece no ar apenas até o dia 7 de setembro.

"A assessoria de comunicação informa que o SBT irá suspender as gravações do programa Casos de Família a partir desta semana. A emissora informa que o programa poderá voltar em 2023, com nova temporada e novas histórias. Vale lembrar que a apresentadora Christina Rocha permanecerá contratada do SBT. No horário da atração serão exibidas novelas. Casos de Família ficará no ar até 7 de setembro", afirmou a emissora.

"Casos de Família" estreou em 2004 no SBT, focando em histórias polêmicas e absurdas de famílias e colegas de trabalho. Inicialmente, a atração era comandada pela jornalista Regina Volpato, que foi substituída por Christina Rocha em 2009.

As polêmicas do programa nem sempre eram inofensivas: sem tato, a atração abordava assuntos como violência doméstica sem cuidado com o tema. Em 2019, Jonas Leite, um dos convidados do programa, afirmou ao vivo que agredia sua companheira, Karine. "O máximo que eu faço é pegar no pescoço dela e jogar na cama. E bato de novo". Christina, após a confissão, ligou para a polícia durante a gravação e pediu a retirada do homem dos estúdios.

O "Casos de Família" também foi acusado muitas vezes de fraudar as histórias e contratar os convidados para interpretar roteiros pré-determinados. Questionada sobre a transparência da atração, Christina Rocha garantiu que todas as histórias são genuínas. "Eu acho uma hipocrisia quando me dizem que as coisas não acontecem dessa forma. Por que não aconteceria? Eu respondo: qual família não tem problema? O que tem no programa tem no dia a dia de todo mundo, sem exceção. Só em dimensões diferentes", explicou ela para o "Notícias da TV".