Chrissy Teigen, esposa de John Legend, diz que confundiu Michael Keaton com garçom

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A modelo norte-americana Chrissy Teigen, 35, relembrou de uma situação constrangedora que viveu com o ator Michael Keaton, 69. A esposa do cantor John Legend, 42, contou que confundiu a estrela de "Batman" (1989) com um garçom. Ela falou sobre o ocorrido no programa do apresentador Jimmy Fallon, em um quadro chamado Melhor Encontro com Celebridades, Best Celebrity Encounter em inglês. "Meu Deus acho que foi no Globo de Ouro... Mas não, acho que foi o pior encontro", disse Teigen enquanto ria ao lembrar da situação. "Eu estava bebendo muito e vi alguém na entrada segurando uma taça de champagne. Então fui lá, peguei a taça disse 'obrigada'. Aí o John me disse 'aquele é o Michael Keaton'", continuou a modelo. "Não era alguém servindo champagne?", perguntou Fallon que também se divertia com a situação. "Não, não foi", Teigen respondeu. "Meu Deus, ainda estou com tanta vergonha disso, que posso morrer ... Eu peguei, bebi e fui embora", concluiu. Ao longo da entrevista, Teigen contou ainda sobre seu pior emprego e seu primeiro beijo. A apresentadora do programa Lip Sync Battle (2015) lembrou que já deixou o emprego em uma loja de camisetas que mudavam de cor por pensar que estava escalada para um comercial da marca Red Bull, mas descobriu que ela iria apenas distribuir as bebidas energéticas de graça na praia. "Achei que tinha uma grande oportunidade de estar em um comercial da Red Bull, mas eles só queriam que eu fosse uma daquelas garotas na praia que usam chinelos grossos e distribuem Red Bulls", disse. "Então, larguei todo o meu emprego para dar Red Bulls de graça [...] E pensei que era minha grande chance. Eu estava tipo, 'finalmente, estou indo para Hollywood!'". Sobre o primeiro beijo, a modelo afirmou que aconteceu depois de um encontro num restaurante chamado Red Robin, mas que não levou a lugar nenhum. Enquanto ela não esperava o beijo, Teigen se lembrou de como ela se sentiu "tonta" depois. "Eu estava tão animada", disse ela. "E então nada aconteceu, depois. Tipo, nada. Como na escola, nós não conversamos mais", contou.