Chiquinho Scarpa diz que está solteiro e que implantou chip apenas em seu cachorro

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 26.02.2017: O conde Chiquinho Scarpa durante o espetáculo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O conde Chiquinho Scarpa, 68, desmentiu o boato de que teria implantado um chip GPS na, agora, ex-namorada Luana Risério, 35, nesta quarta-feira (8). Por telefone, Scarpa afirmou à reportagem que apenas o seu cachorro de estimação, Pacheco, possui um localizador.

"Como eu vou colocar um chip em uma namorada? A troco de que? Eu não sou nada ciumento. Só o meu cachorro tem [chip], e não sei como faz para localizar, ele veio assim dos Estados Unidos", disse o conde, que também afirmou estar solteiro desde o dia 13 de outubro.

A notícia de que Scarpa teria implantado um GPS no valor de R$ 30 mil em Risério, repercutiu na internet após uma matéria do programa A Tarde é Sua, da Sonia Abrão, ir ao ar no dia 1 de janeiro. Na reportagem, o conde falou na brincadeira que, por conta da sua mansão -localizada em região nobre de São Paulo-, ser muito grande, tinha que "rastrear" a companheira para não a perder de vista.

"O programa foi gravado no 21 de agosto, e eles colocaram no ar no dia 1 de janeiro. Achei ruim exibirem um negócio que já é velho, imagina se eu tivesse com outra moça", afirmou Scarpa, que também explicou sua declaração à repórter.

"Ela fez uma pergunta estranha eu respondi estranho também. Ela: 'tem o chip ou não?', não dava para responder que não tinha" disse o conde. "Tenho um programa no celular que todo mundo tem, que você sabe a localização da pessoa. É óbvio que eu não tenho a Luana, as únicas pessoas que tenho são as minhas irmãs Fátima e Renata, que eu preciso saber aonde estão por segurança."

Sobre o término com Luana Risério, Chiquinho Scarpa contou que os dois continuam amigos. "Com a convivência não deu certo, mas ainda somos bons amigos. Ela inclusive passou o réveillon aqui em casa." Eles ficaram juntos por menos de um ano e a socialite viveu na mansão Scarpa por quase 10 meses.