China corta cena em que Michael Fassbender beija a si mesmo em 'Alien: Covenant' alegando "conteúdo gay"

(Imagem: divulgação Fox)

Depois da polêmica em torno de ‘A Bela e Fera’ por conta de um personagem gay, motivo de censura em países como a Malásia, agora foi a vez de um caso ainda mais inusitado, desta vez na China.

O país cortou uma de ‘Alien: Covenant’ cena em que o androide David dá um beijo em seu clone, Walter, conteúdo considerado homossexual pelas autoridades locais. Ambos os personagens são vividos por Michael Fassbender. O diretor Ridley Scott e a Fox ainda não se manifestaram sobre o assunto.

No começo deste ano, filmes como ‘Logan’ e ‘Resident Evil: O Capítulo Final’ também tiveram cenas consideradas muito violentas cortadas para serem exibidas no país. A China representa hoje o segundo mercado mundial que mais movimenta dinheiro para as grandes produções de Hollywood, atrás apenas dos EUA. Por isso mesmo, os estúdios estão dispostos a fazer concessões para garantir uma vida mais lucrativa nos cinemas de lá.