China constrói motor hipersônico capaz de voar 16 vezes mais rápido que a velocidade do som e chegar a qualquer lugar em 2 horas

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Os testes no túnel chamado de JF-12 em Pequim foram realizados a até “Mach nove”, equivalente a nove vezes a velocidade do som, que é de cerca de 1234 km/h (Foto: Reprodução)
Os testes no túnel chamado de JF-12 em Pequim foram realizados a até “Mach nove”, equivalente a nove vezes a velocidade do som, que é de cerca de 1234 km/h (Foto: Reprodução)

Um motor a jato hipersônico que poderia viajar 16 vezes a velocidade do som foi testado com sucesso em um “túnel de vento chinês”, de acordo com relatórios de pesquisadores de Pequim, na China. O protótipo é chamado de motor Soramjet e, se for ampliado e instalado em aviões comerciais, poderá viajar para qualquer parte do mundo em menos de duas horas, segundo os cientistas.

De acordo com o jornal Daily Mail, o motor poderia ser usado para fornecer energia a aviões que decolam de uma pista tradicional, entram em órbita e pousam em um aeroporto após entrarem novamente na atmosfera do planeta.

Os testes no túnel chamado de JF-12 em Pequim foram realizados a até “Mach nove”, equivalente a nove vezes a velocidade do som, que é de cerca de 1234 km/h.

Leia também

Os pesquisadores consideram que o experimento foi um sucesso e o motor estava funcionando de forma constante, relata o South China Morning Post.

Os pesquisadores revelaram a tecnologia revolucionária em um artigo científico revisado por pares publicado por Jiang Zonglin, professor da Academia Chinesa de Ciências.

A diferença do motor hipersônico para os tradicionais vistos em aviões comuns está nas peças. De acordo com o jornal, eles usam sua velocidade rápida para comprimir o ar à sua frente e este, por sua vez, queima o combustível, criando propulsão.

No entanto, esses motores, que ainda estão em fase de teste e ainda sem quaisquer implicações no mundo real. Além disso, os cientistas alertam que esses motores hipersônicos também poderão ser usados ​​como armas militares devastadoras.