China busca comprar querosene de aviação antes de Ano Novo Lunar

Elizabeth Low e Ann Koh
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Ainda faltam mais de dois meses para o Ano Novo Lunar, mas um fornecedor chinês de combustíveis já se prepara para um aumento esperado das viagens aéreas.

A China Aviation Oil (CAO) pretende importar combustível para aviação para entrega em janeiro em seu primeiro pedido de compra desde maio, segundo dados compilados pela Bloomberg. A decisão da CAO, um dos maiores importadores de combustível para aviação da Ásia, coincide com a retomada das viagens aéreas domésticas na China após a paralisação causada pela pandemia.

O turismo se recupera na China depois que medidas preventivas e rigorosas para combater a Covid-19 se mostraram eficazes em conter a propagação do vírus. O êxito do país em evitar um grande surto durante o feriado da Semana Dourada, no início de outubro, também pode animar chineses que se preparam para visitar suas cidades de origem durante as férias do Ano Novo Lunar.

Traders esperam aumento das importações de combustível para aviação pela China antes do feriado prolongado de fevereiro, embora os volumes totais devam permanecer bem abaixo dos níveis de 2019.

A atividade da CAO é um sinal positivo do consumo de combustível de aviação na China, disse Fenglei Shi, analista da IHS Markit. No entanto, as compras são parcialmente impulsionadas pelo incentivo de aumentar os estoques antes do Festival da Primavera, quando as viagens costumam atingir o pico, e ainda há incertezas após o fim do feriado, disse a analista.

Embora a China seja tipicamente um exportador líquido de querosene de aviação, o país também importa o combustível para aproveitar oportunidades.

O setor aéreo da China é um dos poucos pontos positivos no mercado global de combustível para aviação: no mês passado, os voos domésticos correspondiam a cerca de 88% dos níveis registrados um ano antes. A IHS Markit espera que a demanda por combustível de aviação atinja 95% do nível de 2019 ainda neste mês.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.