Chico Pinheiro comenta posts apagados de Bolsonaro: 'Falta bloquear os fanáticos'

Chico Pinheiro alfineta Jair Bolsonaro no Twitter (Foto: TV Globo/Instagram @jairmessiasbolsonaro)

O jornalista Chico Pinheiro se posicionou contra Jair Bolsonaro (sem partido) nas redes sociais. O apresentador do ‘Bom Dia Brasil’, que está afastado do telejornal por fazer parte do grupo de risco do novo coronavírus, comentou a ação do Twitter em apagar posts do presidente que contrariavam as recomendações do Ministério da Saúde em relação ao isolamento social.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

“Agora falta o Twitter começar a bloquear os robôs ‘bolsonaristas’, os fanáticos da seita e os adeptos do grande escritório do crime”, dispara o âncora global.

Leia também

Confira:

A opinião de Pinheiro repercutiu entre seus seguidores e ele chegou a ser acusado de censurar os apoiadores do presidente da República. O jornalista rebateu as críticas. “Censurar robô? ‘171’?”, escreve.

O Twitter apagou publicações de Bolsonaro com vídeos que mostram o presidente no Distrito Federal falando sobre o uso da cloroquina contra a covid-19 e criticando o isolamento social. Em nota, a rede social explica que está barrando conteúdos que possam colocar a vida das pessoas em risco.

“O Twitter anunciou recentemente em todo o mundo a expansão de suas regras para abranger conteúdos que forem eventualmente contra informações de saúde pública orientadas por fontes oficiais e possam colocar as pessoas em maior risco de transmitir covid-19. O detalhamento da ampliação da nossa abordagem está disponível em nosso blog”, diz o comunicado.