Chico Buarque faz piada com xingamentos e ironiza Bolsonaro em show

***ARQUIVO***SAO PAULO - SP - BRASIL, 27-02-2018: Chico Buarque. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
***ARQUIVO***SAO PAULO - SP - BRASIL, 27-02-2018: Chico Buarque. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Apoiador histórico de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Chico Buarque, 78, fez piada com os xingamentos que recebe de antipetistas na estreia nacional da turnê "Que tal um samba?', na noite desta terça (6), no Teatro Pedra do Reino, em João Pessoa.

"Me chamam de mortadela, de esquerda caviar, de mamífero nas tetas do governo. Não me incomodo mais. Podem me chamar até de tchutchuca, mas de comprador de música não. Eu não compro música", disse, bem-humorado, enquanto cantava "Bancarrota Blues", dele e de Edu Lobo.

"Mas posso vender. Quem vai arrematar?", diz um dos versos da canção.

O termo "Tchutchuca do centrão" foi usado pelo youtuber Wilker Leão para criticar o presidente Jair Bolsonaro (PL) e viralizou nas redes sociais.

Com o teatro lotado, Chico e a cantora Mônica Salmaso, com quem divide o palco na turnê, cantaram durante duas horas um repertório que passa por todas as fases da carreira do artista.

No final, o cantor levantou uma bandeira com o rosto de Lula e fez o sinal de L com a mão em sinal de apoio ao candidato à Presidência da República. Antes do show, parte do público também gritou slogans ligados ao petista.

Mônica, que canta as primeiras músicas sozinha no palco, abriu a apresentação com "Todos Juntos", da peça "Os Saltimbancos", fábula sobre a insurreição de animais que fogem de uma granja para tentar a vida como músicos.

O espetáculo é dividido entre canções interpretadas apenas por Mônica, pelos dois juntos e apenas por Chico.

No repertório há outras canções que remetem à militância política de Chico, como "Assentamento", que faz parte de CD do cantor dedicado às famílias sem-terra, e, claro, "Que tal um samba?", canção que dá nome à turnê e em cuja letra Chico propõe uma mudança para o Brasil da "força bruta" e de "tanta demência".

O single de mesmo nome foi lançado no dia 17 de junho pela Biscoito Fino, com participação especial de Hamilton de Holanda.

O show tem cenários de Daniela Thomas, iluminação de Maneco Quinderé e figurinos de Cao Albuquerque. Após a estreia em João Pessoa, seguirá para mais dez cidades.

A turnê chega a São Paulo a partir do dia 2 de março de 2023, no Tokio Marine Hall.