Cher revela que fãs a salvaram de tentativa de assassinato

Rafael Monteiro
·1 minuto de leitura
2018 Kennedy Center Honoree singer and actor Cher, 72, poses for a photograph on the red carpet before the 41st Annual Kennedy Center Honors at The Kennedy Center in Washington, U.S., December 2, 2018. REUTERS/Al Drago
Cher REUTERS/Al Drago

Há quase 40 anos, Cher foi vítima de uma tentativa de assassinato e só não morreu por causa dos seus fãs. A impressionante história foi contada pela cantora em entrevista ao jornal britânico The Guardian.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Um homem tentou me matar. Eu sempre era deixada na porta do palco quando participava [da performance] 'Come Back To the Five and Dime' na Broadway. Achei que ele fosse apertar minha mão, mas ele agarrou meu braço e o colocou nas minhas costas", relembrou a cantora.

Leia também

O episódio aconteceu em 1982. "Ele começou a me empurrar pelo beco e disse: 'Se você fizer barulho, eu mato você'", disse ainda a cantora, que até hoje não gosta de sair de casa por não se sentir segura.

Para a sorte de Cher, dois admiradores dela passaram por ela naquele momento. "Dois fãs, que mais tarde se tornaram meus amigos, viram que algo estava errado. Começaram a gritar e correram em minha direção, e aí ele fugiu”, disse Cher.

Ouça o Pod Assistir, o podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube