Chefe do Estado-Maior britânico coloca soldados de prontidão para reagir à guerra de Putin

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O novo chefe do Exército britânico, general Patrick Sanders, acredita que seus soldados devem estar prontos para “lutar e vencer” Putin a qualquer momento, comparando a situação atual na Europa ao período que antecedeu à Segunda Guerra Mundial.

O chefe do Estado-Maior fará um discurso nesta terça-feira, dia seguinte ao bombardeio russo a um shopping lotado na Ucrânia. Ele alertará que o exército deve estar pronto para enfrentar a “agressão brutal” de Vladimir Putin, caso o conflito na fronteira oriental da Otan se espalhe.

Encontro na Alemanha: Zelensky pede que G7 'faça o máximo' para terminar guerra até fim do ano

Vídeo: Míssil russo atinge shopping ucraniano com 'mais de mil' pessoas dentro, diz Zelensky

300 mil soldados: Otan anunciará em Madri o maior reforço militar desde a Guerra Fria

"Este é o nosso momento de 1937. Não estamos em guerra, mas devemos agir rapidamente para não sermos arrastados para uma, por uma falha em conter a expansão territorial".

Sentença foi criticada: Britânicos presos por forças pró-Rússia são condenados à morte

Protesto: Milhares de pessoas dizem 'não' à Otan em Madri, cidade anfitriã de sua próxima cúpula

Enquanto isso, o primeiro-ministro Boris Johnson se reúne com outros líderes da Otan, em Madri, para discutir a revisão da aliança militar diante do ataque da Rússia à Ucrânia.

Em um comunicado conjunto, os líderes do G7 disseram que os ataques de Vladimir Putin contra civis foram um "crime de guerra": “Nós, os líderes do G7, condenamos solenemente o abominável ataque a um shopping center em Kremenchuk (...). Ataques indiscriminados contra civis inocentes constituem um crime de guerra. O presidente russo Putin e os responsáveis ​​serão responsabilizados".

As informações são do site Metro.co.uk.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos