Charlie Sheen se arrepende de surtos do passado: "comportamento juvenil"

Rafael Monteiro
·1 minuto de leitura
Coconut Creek, FL – February 15: An Intimate Evening with Charlie Sheen at Seminole Casino Coconut Creek, Florida. February 15, 2020. Credit: Aaron Gilbert/MediaPunch /IPX
Charlie Sheen (Credit: Aaron Gilbert/MediaPunch /IPX)

Charlie Sheen era o ator mais bem pago da TV americana quando foi demitido de "Two and a Half Man". Uma década depois dos surtos públicos que justificaram o seu desligamento do programa, o astro de 55 anos, atualmente sem emprego, se mostra arrependido.

Em entrevista ao Yahoo! Entertainment, o ator lembrou do período em que declarou guerra ao criador do programa, Chuck Lorre, enquanto lutava contra o vício em drogas e respondia por acusações de violência doméstica contra Brooke Mueller, sua terceira esposa.

Leia também:

"Existiu um momento em que Les Moonves (CEO da CBS) e seu melhor advogado estavam na minha casa e falaram, 'o jatinho da Warner está abastecido. Se arrume em uma hora e vá para a reabilitação, certo?'", lembrou o ator.

"Se eu pudesse voltar no tempo para aquele momento, eu teria entrado no jatinho", lamentou Sheen, assumindo a culpa pelo declínio da sua carreira "Eu estava carregado e meu cérebro não estava funcionando direito".

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Na época, Sheen viralizava nas redes sociais com o discurso "winning" ("eu estou vencendo"), no qual às vezes dizia que tinha "sangue de tigre". Hoje ele vê o seu comportamento como "desesperadamente juvenil".

"Tinham 55 maneiras diferentes para eu lidar com a situação e eu escolhi a número 56. Acredito que meu crescimento depois do surto começou comigo sabendo meu papel em tudo isso", finalizou o ator.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.